15 de Julho de 2020,

Política

A | A

Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 11h:35 | Atualizado:

HONESTÔMETRO

CGE faz "teste de honestidade" da população


G1-MT

honestometro3.jpeg

 

Um freezer de picolé sem vendedor e com o caixa aberto foi colocado na entrada do prédio da Controladoria Geral do Estado (CGE), em Cuiabá. O intuito do 'honestômetro' é testar a honestidade das pessoas que passam pelo órgão.

Cerca de 150 pessoas trabalham no local. Segundo o presidente da Associação dos Auditores da Auditoria Geral do Estado (Assae), André Luiz Costa Ferreira, a sala onde fica o freezer de picolé não possui câmeras e o levantamento das vendas é feito no final do expediente.

André contou ao G1 que o projeto foi implantado em janeiro deste ano, após reunião com os auditores, que sugeriram a iniciativa. Segundo ele, no início do projeto, a associação tinha uma perda de 5% dos produtos. Atualmente, esse número aumentou para 8%.

“O intuito não é o lucro, é uma forma de testar a integridade das pessoas e mostrar que o controle social funciona. Os produtos estão abertos ao público externo também, inclusive, outras secretarias podem ter acesso”, explicou.

Os picolés são comprados a R$ 1 e vendidos a R$ 2, segundo André. O dinheiro arrecadado é destinado para a administração do local para pagar a energia e o restante para ações da associação.

“Ainda neste ano, pretendemos colocar um freezer com bebidas e a venda funcionará da mesma forma do picolé. Colocamos uma quantidade de produtos e, no fim do dia, verificamos como foi a utilização”, contou.

Para ter um melhor controle do projeto e evitar perdas, André disse que medidas de controle externo devem ser tomadas, como a implantação de uma câmera.

“A população deve ser responsável pela sua própria integridade. No entanto, para diminuir a porcentagem de perdas, pretendemos controlar a situação de forma externa”, ressaltou.

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Juca Koroti | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 12h42
    4
    0

    Coloca Brahma, Itaipava é do Lula e Gracial da caganeira.

  • Gian | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 12h33
    5
    0

    Eu e outros pensávamos que o antenado Claudio Moraes e Folhamax respeitasse e soltasse os comentários de grande valia dos seus leitores que em grande parte sabem muito bem o que falam em respeito a fatos e não boatos. Mas, percebo a censura velada. Entao para ficar bonito, fecha o espaço que mnos resguarda de debatermos e assinalarmos nossas indignações. Porque ja está feio a demora e direcionamento por aqui.

  • Haroldo | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 12h02
    5
    0

    Vish... Preparem o estintor de incêndio. Ja deixa os bnombeiros sob aviso. E chamem para entrarem ai também os amiguinhos de vocês que não precisam ir até ai porque ja são os novos donos do MT a fora. Ai sim haverá uma explosão catastrofica.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS