02 de Abril de 2020,

Política

A | A

Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 09h:45 | Atualizado:

SEM CHANCE

Conselheiro nega delação e diz ser vítima de “covardia inventada” em MT

Sérgio Ricardo afirma que não há o que delatar e que suas condutas na AL e TCE foram republicanas


Da Redação

sergioricardo.jpg

 

O conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado, Sergio Ricardo de Almeida, negou as informações de que tenha firmado um acordo de colaboração premiada junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), conforme foi divulgado nesta sexta-feira (21). O ex-deputado estadual considerou a informação sobre eventual acordo de colaboração como "plantação" e afirmou que não tem absolutamente nada a falar sobre a conduta dos seus companheiros de TCE (Tribunal de Contas do Estado), afastados ou não.

“Não existe e nem nunca existiu nenhuma conversa de fazer delação em instância nenhuma. Nunca sequer aventei esse assunto. Nada tenho a dizer nem sobre a Assembleia nem sobre o Tribunal de Contas”, disse o conselheiro ao FOLHAMAX.

Sérgio Ricardo afirmou que todas as suas ações e de outros membros da Assembleia Legislativa em seus tempos de deputado foram “totalmente” republicanas e corretas. “No Tribunal de contas, onde estou, jamais vi nem ouvi nenhuma ação de nenhum conselheiro que não tiver sido exatamente dentro do devido processo legal, da correção. Portanto, não teria absolutamente nada para falar do TCE. Todos os conselheiros eu conheço de longa data, desde antes de estar no tribunal, dentro de todo o processo político de Mato Grosso”, garantiu.

O ex-presidente da Assembleia Legislativa também disse que conheceu todos os componentes da corte de contas durante os cinco anos em que esteve lá dentro. “Tenho todos como pessoas da mais alta correção e honestidade. Nunca vi nem soube de nenhum ato, de nenhum desses conselheiros, que não tenha sido dentro do estrito comportamento de honestidade e correção que todo servidor público tem que ter”, garantiu.

Bastante exaltado, ele classificou a divulgação de que estaria fazendo acordo de delação como "mentirosa, desonesta e inventada". E ainda desafiou que apresentem quaisquer indícios ou documentação que comprovem um eventual acordo.

“Não tenho nem nunca tive [vontade de fazer delação]. É covardia contra o estado democrático de direito, porque as pessoas não podem falar o que quiserem sem ouvir o outro lado. É covardia porque mexe com a vida das pessoas, de todo mundo, porque é mentirosa. Foi um matéria jogada sem fundamento nenhum. É lamentável esse tipo de atitude”.

Questionado sobre a possibilidade de haver documento e de este estar em posse de quem fez a matéria, ele foi taxativo: “Não tem documento nenhum, porque não existe sequer uma tratativa. Por que não divulgou o documento então? Manda ele divulgar. Divulgue hoje, eu o desafio. Divulgue hoje qualquer vestígio ou documento de uma tratativa que seja, de conversa ou qualquer indício de que existe em qualquer instância”, encerrou.

O conselheiro ainda se manifestou por meio de nota a imprensa. 

Veja a íntegra:

A defesa do Conselheiro Sérgio Ricardo, representada pelo escritório Saulo Gahyva Advogados, vem a público negar veemente as informações recentemente divulgadas pela imprensa, sugerindo que o Conselheiro tenha firmado delação premiada.

A informação é covarde e leviana.

Infelizmente, a colaboração premiada se tornou um instrumento por meio do qual contumazes praticantes de atos ilícitos tentam se eximir da responsabilidade penal, imputando crimes à terceiros, ainda que estes não tenham qualquer participação. 

Nas duas ações penais que figura como réu, Sérgio Ricardo é vítima de alegações criminosas, lançadas de forma temerária, sem nenhum amparo probatório. 

Ao longo de sua trajetória como Deputado Estadual e Conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso não participou ou coadunou com qualquer ato ilícito, sempre prezando pelo estrito cumprimento da lei e a máxima eficiência.

Sérgio Ricardo prosseguirá exercendo firmemente o seu direito de defesa em todas as instâncias judiciais, com plena confiança no Poder Judiciário, e informa que buscará a responsabilização civil e criminal dos responsáveis pela divulgação dessa informação mentirosa.

Saulo Gahyva e Bruna Maciel, advogados de defesa de Sérgio Ricardo

 

 

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • J.José | Sábado, 22 de Fevereiro de 2020, 00h03
    0
    0

    Delação Traque! Vendedor de carros usados ludibriou o povo de MT, quer saber quem é o homem? De poder, bebidas ou dinheiro. Pior que seus irmãos pagaram sua conta, com a vida!

  • De olho na notícia | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 18h52
    3
    0

    E aí folhamax.. E verdade ou mentira essa delação??? Ontem vcs divulgaram q fonte e essa ?? Jornalistas...

  • De olho na notícia | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 18h52
    2
    0

    E aí folhamax.. E verdade ou mentira essa delação??? Ontem vcs divulgaram q fonte e essa ?? Jornalistas...

  • Rico | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 12h26
    5
    0

    Barriga Verde vagabundo

  • Seu clementino Arruda -SITIO da paz. | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 12h10
    4
    1

    que triste o fim que esse senhor teve em meio a esses escrupulos. Era um sr simples e de principios.

  • Funcionário público municipal | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 11h45
    10
    2

    Republicano mudou a palavra?? Antes e ladrão! Mudou? Eu não sabia republicano = a ladrão do dinheiro público!

  • Paulo de almeida | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 11h38
    10
    3

    Quem tem cu tem medo né seu Sérgio Ricardo se abrir o bico sabes onde vai amanhecer kkkkkk

  • Paulo de almeida | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 11h38
    8
    1

    Quem tem cu tem medo né seu Sérgio Ricardo se abrir o bico sabes onde vai amanhecer kkkkkk

  • kvera | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 11h23
    7
    3

    Certeza da impunidade explícita em sua plenitude!!

  • O atalaia | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 11h14
    12
    2

    Pode ser que o conselheiro afastado tenha se pautado por uma conduta republicana, mas a acusação de ter comprado vaga no TCE é gravíssima e ele vai precisar provar em contrário, pois, os argumentos paresentados até o presente não convenceu nenhum magistado.

  • José | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h54
    10
    1

    Não pode fazer delação premiada mesmo Quem vai acreditar nessas suas mentiras

  • José | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h54
    8
    1

    Não pode fazer delação premiada mesmo Quem vai acreditar nessas suas mentiras

  • Van Damme | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h48
    11
    3

    Como eu odeio esse cara..

  • Pacufrito | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h25
    11
    3

    É muito cara de pau, vai passar óleo de peroba na cara, seu cara de pau, seu corrupto imoral, você e mais uma cambada montaram uma quadrilha dentro da AL e do TCE. A quem vocês querem enganar????

  • Cal | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 10h25
    10
    3

    "Republicanas " ... ..SQN....

  • Ggm | Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 09h54
    9
    3

    Ex conselheiro.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS