25 de Junho de 2019,

Política

A | A

Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 00h:20 | Atualizado:

DÍVIDAS PRESCRITAS

Decreto isenta MT de pagar R$ 20 milhões para 570 empresas

Todas dívidas inscritas no resto a pagar antes de 2013 serão anuladas


G1-MT

PAIAGUAS.jpg

 

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), assinou um decreto cancelando dívidas contraídas do exercício de 2013 e anteriores vai deixar de pagar cerca de R$ 20 milhões.

Conforme a Secretaria de Fazenda (Sefaz), são cerca de 570 fornecedores que não receber os valores devidos pelo Poder Executivo devido à prescrição da dívida.

Esses fornecedores estão sendo chamados por meio do Diário Oficial para tentarem comprovar que têm direito a receber algum montante do estado. Para isso, eles terão 30 dias a partir da assinatura do decreto, que ocorreu na terça-feira (21).

Se o credor comprovar a suspensão ou a interrupção da prescrição, será mantida a inscrição dos restos a pagar. Com o decreto de prescrição, os órgãos e entidades da administração pública direta, autarquias, das fundações instituídas ou mantidas pelo estado, empresas públicas e das sociedades de economia mista classificadas como dependentes deverão cancelar integralmente as dívidas contraídas antes de 2014.

Os valores de consignações inscritas em restos a pagar em 2013 e exercícios anteriores serão cancelados pelos montantes registrados no Balanço Geral do Estado. Desde que assumiu o governo, a maioria das ações tomadas por Mauro Mendes foi em relação às finanças.

A principal delas foi o decreto de calamidade financeira de Mato Grosso, assinado no dia 17 de janeiro. Segundo ele, a medida foi necessária por causa de dívidas, estimadas em R$ 4 bilhões, deixadas pela administração anterior. Ainda segundo ele, para este ano, estão previstas despesas acima da arrecadação, ocasionando déficit de R$ 1,7 bilhão.

VEJA ABAIXO A LISTA DE CREDORES QUE NÃO IRÃO RECEBER DO ESTADO

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • JORGE LUIZ | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 09h21
    7
    0

    ESSE É UM DESGOVERNO DE MERDA MESMO, ALÉM DE MENTIROSO É CALOTEIRO, EMBASADO EM QUÊ LEI ESSE MAURO MENTE E SEU SECRETINO DA FAZENDA ESTÃO PARA DIZER QUE DEVO NÃO NEGO E NÃO PAGO POR QUE PRESCREVEU, MEU NOME ESTAVA NO SERASA A MAIS DE 5 ANOS E SÓ ATIVOU QUANDO PAGUEI UMA DIVIDA DE ANTES DE 2012, ESSE DECRETO AÍ É PARA QUEM TEM A RECEBER VAI A JUSTIÇA, MAS TODOS JÁ SABEM QUE A JUSTIÇA EM MATO GROSSO ESTÁ COMPRADA POR ESSE DESGOVERNO, DAÍ, VÃO ENROLAR ATÉ O PRÓXIMO GOVERNO E DEPOIS DETERMINAM O PAGAMENTO, ASSIM É ESSE PAÍS. A VOCÊ EMPRESÁRIO UM CONSELHO, PENSE MUITO ANTES DE PRESTAR QUALQUER SERVIÇO AO ESTADO DE MATO GROSSO, SE VOCÊ NÃO ENTRAR NO ESQUEMA DE PAGAMENTO PELO QUE FOI PRESTADO A SUA CONTA NUNCA SERÁ PAGA PELO ESTADO

  • Véio Joaquim | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 09h16
    6
    0

    kkkk..... No mercado essa prática tem nome antigo: CALOTEIRO NA CARA DURA....

  • Francisco Santo | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 08h45
    5
    0

    Não pague seu IPVA para ver, é blitz todo santo dia. O poder da caneta nas mãos do poder público é implacável. Agora se o devedor for o Estado, deixa caducar. Infâmia e prepotência. A justiça bem quieta .

  • alexandre | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 08h38
    4
    0

    Os 20 milhoes já tem destinação certa, os Poderes...

  • Rogério | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 08h11
    5
    0

    Deu calote como empresario da Bimetal e agora esta dando calote como governador, cuidado que os caloteiros costumam anoitecer e não amanhecer.

  • Marcelo | Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 05h33
    8
    0

    Vixi. Além de mentiroso é caloteiro!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS