04 de Julho de 2020,

Política

A | A

Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 09h:34 | Atualizado:

PROTOCOLO DE MADRI

Deputado contrai Covid; faz tratamento no início e não apresenta mais sintomas em MT

Faissal Calil defendeu aplicação de remédios logo no início da doença


Da Redação

faissal-covid.jpg

 

O deputado estadual Faissal Calil (PV) anunciou através de suas redes sociais que testou positivo para o novo coronavírus. Ele está em isolamento social há 8 dias e o resultado saiu apenas nesta segunda.

Faissal suspeitou que estava com a doença após apresentar alguns sintomas, como dor atrás dos olhos e cansaço. “Como se fosse uma gripe mesmo e desde que tive os sintomas me isolei e procurei o médico”.

Segundo o parlamentar, ele está tomando medicamentos desde o início dos sintomas, ou seja, antes de confirmar que estava contaminado. Segundo ele, a atitude segue o "protocolo de Madri".

Os resultados, segundo ele, foram positivos. “Segundo dia não tive mais febre, terceiro dia só a garganta arranhado e já estava bom no quarto dia”, falou.

Faissal aproveitou para defender o tratamento logo no início dos sintomas. Ele disse que tomou os medicamentos azitromicina, ivermectina associada com hidroxicloquina, além de anticoagulante, vitaminas C e D e zinco.

“Esse tratamento tem sido eficaz e se feito precocemente tem sucesso. Não sou médico, mas foi criado numa família com profissionais de saúde e vários parentes que são. Eles utilizam o mesmo tratamento e como estamos numa pandemia, numa guerra, temos que utilizar as armas que temos”, defendeu.

O parlamentar ainda criticou os profissionais que não tem adotado o tratamento precoce para a Covid-19, pois alegam que ainda não há comprovação científica de que eles são eficazes para a doença. “Ficam sentados, não estão tratando ninguém e jogando pedra naqueles que fazem algo. Se não tem comprovação científica de que faz bem, também não tem de que faz mal”, finalizou.

Faissal Calil é o terceiro deputado estadual contaminado com a Covid-19. Antes dele, anunciaram que contraíram a doença os deputados Paulo Araújo (PP) e  Thiago Silva (MDB). O deputado licenciado Allan Kardec (PDT), que está ocupando cargo de secretário de Cultura, também foi infectado.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • J.José | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 19h23
    0
    0

    Lucas ñ esqueça melão de São Caetano ok.

  • J.José | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 11h48
    2
    0

    Simples, só tratar igual fez o nobre deputado íntegro.

  • THIAGO | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 11h23
    1
    5

    "Não sou médico, mas..." parei por ai. Se não tem conhecimento técnico, não opine. Caso não tivesse tomado nada, poderia ter melhorado do mesmo jeito, pesquisa científica não tem por base 1 única amostra, igual o deputado teve para defender o uso.

  • Márcio | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 11h23
    5
    1

    Sem querer criar polêmica, mas apenas para que as pessoas não relaxem achando que Covid tem cura. Meu filho e minha nora tiveram idêntica evolução clínica do senhor deputado. Aliás, quanto ao incomodo na garganta, nem isso persistiu no meu filho. Usaram apenas dipirona e se livraram dos sintomas em 2 dias. Nem cansaço sentiram. São jovens sem comorbidade, não são obesos, assim como o senhor deputado. Essa é a evolução natural da doença em 95% das pessoas. É só para traçar um paralelo e dizer que o melhor é evitar a doença, porque cada organismo é uma história imunológica e acredito que esse é o maior fator de risco. É uma loteria saber se vc irá agravar ou não, até porque conheço gente que tomou essa bateria de remédio e está numa UTI.

  • Chirrão | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 10h43
    4
    1

    Só a Globo e a esquerda são contras !!

  • Jhonny | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 10h28
    5
    1

    Isso já passou da hora de ser implementado para TODOS, quem quiser toma, quem não quiser não toma... tenho ctz q os hospitais terão uma “filha” e principalmente as mortes VÃO diminuir....

  • lucas | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 09h54
    3
    0

    Hoje ouvi na Jovem Pan, um jornalista dizendo que um dos funcionário da rádio estava com suspeita de COVID, foi no médico e o mesmo receitou, DIPIRONA e DRAMIN, esse medico deu a sentença de morte para esse cara, eu não estou nem aí, vou tomar esses medicamentos, comer boldo, açafrão, acerola, tudo que falarem que é bom, vou mandar p dentro. Os médicos estão matando as pessoas. E outra, nessa mesma rádio, disseram que os médicos estão cobrando para realizarem um atendimento diferenciando, caso contrário vai ser atendido pelos recém formados ou estagiários

  • Juca | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 09h46
    4
    0

    O problema chamasse teste, quando será que os nossos governantes das cidades de MT vai começar a testa a população em massa? E tem que começar a realizar o tratamento precoce contra o COVID, o estado do Pará é um caso clássico de sucesso quando começou a tratamento precoce. Avisa o secretario de estado de saúde e dos municípios a assistirem uma LIve que esta disponível no Youtube do Jornalista Alexandre Garcia com vários médicos e especialistas da saúde (com tema TRATAMENTO PRECOCE SALVA VIDAS) que estão fazendo tratamento precoce em vários hospitais e cidade e tem obtido resultados excelentes. Vamos deixar a política de lado e salva VIDAS. Assistam e tirem suas conclusões.

  • Averdade | Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 09h44
    1
    5

    Antibióticos reduz a imunidade? O corpo cura da covid por meio das defesas do organismo? Esses remedios não tem comprovação de eficácia. Político nao é medico? Tem efeitos colaterais em cada organismo? Só a vacina resolve? A ciência que sempre foi negada pelos governantes negacionista sem noção vai salvar a humanidade?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS