02 de Junho de 2020,

Política

A | A

Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 17h:24 | Atualizado:

CRÉDITO RURAL

Deputado de MT entra no STJ para não pagar dívida de R$ 432,4 mil

Carlos Bezerra é cobrado pelo pagamento de um crédito rural de uma instituição financeira. Vice-presidente do TJ pediu para banco se manifestar sobre recurso


Da Redação

carlosbezerra-deputado-folhamax.jpg

 

O deputado federal Carlos Bezerra (MDB) interpôs um recurso especial contra a decisão que não reconheceu a prescrição de uma dívida de R$ 432,4 mil (em valores não atualizados), cobrada por um banco.

A desembargadora, e vice-presidente do Tribunal de Justiça (TJ-MT), Maria Helena Gargaglione Póvoas, publicou um despacho nesta segunda-feira (10) intimando a instituição credora (Banco CNH Industrial Capital), a se manifestar sobre os argumentos do deputado estadual – cujo recurso não foi disponibilizado na íntegra para a consulta no site do Poder Judiciário.

Segundo informações do processo, o Banco CNH Industrial Capital vem cobrando uma cédula de crédito rural – um título de crédito emitido por instituições financeiras -, do ano de 2008. Quatro anos depois, em 2012, o valor era de R$ 432,4 mil, e ainda deverá ser atualizado.

Carlos Bezerra alega nos autos que 5 anos teriam se passado desde o vencimento do crédito até o ajuizamento do ação de cobrança. A desembargadora da 2ª Câmara de Direito Privado, Marilsen Andrade Addario, entretanto, explicou em seu voto sobre um recurso anterior interposto pelo deputado federal que o STJ já estabeleceu que, desde que a parte embargante interponha uma ação em prazo válido, não há possibilidade de reconhecer a prescrição pela demora no cumprimento destes mecanismos pelo Poder Judiciário.

“Proposta a ação no prazo fixado para o seu exercício, a demora na citação, por motivos inerentes ao mecanismo da justiça, não justifica o acolhimento da arguição de prescrição ou decadência”, explicou a desembargadora.

Como trata-se de um recurso especial, a vice-presidente do TJ, Maria Helena Gargaglione Póvoas, precisa dar o seu parecer sobre o encaminhamento, ou não, da petição do deputado federal ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Paulo | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 05h10
    0
    0

    BANDIDO CANALHA CORRUPTO O THIAGO SILVA É CRIA DELE DEUS NOS LIVRE DESSE POVO

  • jose | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 18h20
    0
    0

    cara de pau e nó cego

  • Cidadão Matogrossense | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 11h32
    2
    0

    Rapazzz esse sujeito deveria estar preso!!! Se não é o maior é um dos maiores USURPADOR DO ERÁRIO!!! LADRÃO DO DINHEIRO PÚBLICO!!! FATO!!!

  • Galdencio | Sexta-Feira, 14 de Fevereiro de 2020, 06h36
    2
    0

    Esse desqualificado a décadas vem cometendo falcatruas em conluio com o judiciário é o legislativo. Deve ser eleito sabotando as Urnas, pois não é possível que um canalha desse naipe tenho eleitores ainda.

  • Contribuinte | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 23h12
    2
    0

    é muito canalha mesmo, reconhece a dívida mas alega estar prescrita? o histórico de calote desse cidadão é grande, ele pensa que é Deus, que ninguém está acima de dele, há poucos dias foi interpelado para pagar dividas com uma gráfica, consultem http://www.politicos.org.br/processos e vejam a quantidade de processos que ele responde por todo tipo de crimes, e ainda eleitor que vota num corrupto desse, como este país pode melhorar com a mentalidade desses eleitores que não se cansam de eleger esse tipo de canalha, mal pagador, pela quantidade de processos, a justiça nem deveria deixar esse corrupto disputar eleição nenhuma, é muita maracutaia, esse tipo de corrupto precisa ser tirado da vida pública, passou a vida cometendo ilicitos na política, envelheceu cometendo corrupção, o que nos deixa indignado é a demora da justiça em punir esses bandidos, há processos tramitando há quase 20 anos e nada, vão julga-lo na outra encarnação, é muita cumplicidade desse judiciário, o corrupto é reincidente há anos e continua cometendo crimes porque sabe que não da nada, a justiça é morosa, é amiga, é mãe, pai e avô da corrupção. tomara que essa juíza bloqueie os bens desse caloteiro.

  • Henrique Dias | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 22h16
    3
    0

    O que dói é saber que pagando ou não é nosso dinheiro que ta n a disputa .

  • roberto | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 21h17
    3
    0

    50% (ou cinquentinha) para os "intimos", já deve estar correndo a sacolinha.

  • Galileu | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 19h20
    3
    0

    Além de ser citado em vários desvios de recursos públicos destinados a camada mais pobre da sociedade é também acusado de caloteiro. Não acredito.

  • joana | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 19h06
    2
    0

    se todo mundo que deve precisa pagar quem é ele na fila do pão

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS