06 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Segunda-Feira, 29 de Junho de 2020, 12h:50 | Atualizado:

CACHIMBO DA PAZ

Deputado pede desculpas a colega na AL

Paulo Araújo e Wilson Santos brigaram durante discussão da reforma da Previdência dos servidores

pauloaraujo-wilsonsantos.jpg

 

A sessão extraordinária desta segunda-feira (29) da Assembleia Legislativa foi marcada pelo pedido de desculpas do deputado estadual Paulo Araújo (PP) ao deputado estadual Wilson Santos (PSDB) pelas ofensas que proferiu na sexta-feira (19).

Numa reunião de parlamentares com sindicalistas para discutir a reforma da previdência idealizada pelo governo do Estado, o deputado Paulo Araújo proferiu ofensas e ainda espalhou que o deputado Wilson Santos teria ofendido servidores ao classificá-los de “mamadores”, o que foi negado pelo parlamentar do PSDB, inclusive pelo presidente do Legislativo, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM).

“Estava com a cabeça quente. Me envolvi muito numa discussão envolvida com o serviço público e perdi a cabeça. Algumas situações que impõem ao servidor público representam uma perda irreparável. Sou servidor público, sou a favor da reforma, mas não contra perdas irreparáveis aos servidores públicos”, declarou Paulo Araújo.

Em seguida, o parlamentar pediu desculpas e solicitou apoio do deputado Wilson Santos a uma emenda que vai apresentar ao texto original da reforma da previdência que será submetida a segunda votação no Legislativo.

“Fui deselegante e peço desculpas ao deputado Wilson Santos. Inclusive, peço apoio para uma emenda que vou apresentar a previdência. Reconheço a necessidade de o Estado equilibrar as contas, mas não podemos sacrificar a classe do serviço público”, reforçou.

Na tribuna, o deputado Wilson Santos agradeceu e aceitou o pedido de desculpas. O parlamentar citou que em sua trajetória de 32 anos na vida pública também já cometeu exageros em discussões acaloradas e que a experiência traz o equilíbrio necessário.

“Agradeço ao colega deputado Paulo Araújo pela humildade que o faz ser ainda maior. Na reunião acalorada houve um desabafo por parte dele. Já fiz isso também em outros mandatos e reconheço que exagerei. É raro alguém reconhecer e pedir desculpas. Da minha parte estão aceitas as desculpas e seu gesto só aumenta minha admiração por você”, disse.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS