03 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Quarta-Feira, 07 de Fevereiro de 2018, 09h:37 | Atualizado:

CPI DO PALETÓ

Ex-assessor falta a depoimento; CPI vê manobra e aprova condução coercitiva

Manobra impede que braço direito de Sílvio Corre explique gravação de Emanuel

cpi-camara.jpg

 

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura a suposta quebra de decoro e obstrução da Justiça por parte do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), realiza nesta quarta-feira (7) a sua primeira oitiva. Será ouvido o servidor da Assembleia Legislativa, Valdecir Cardoso de Almeida, que foi o responsável por instalar a câmera usada para gravar o prefeito Emanuel Pinheiro recebendo maços de dinheiro e os colocando no paletó. 

O dinheiro seria suposta propina paga a Emanuel para que ele apoiasse, na época em que era deputado estadual, os projetos do ex-governador Silval Barbosa. Além de Pinheiro, outros deputados da legislatura passada também foram gravados.

 

ACOMPANHE TUDO

09h37 - O vereador Marcelo Bussiki (PSB), presidente da comissão, abre a sessão ifnormando que tomou conhecimento apenas nesta quarta de um documento enviado por Valdecir Cardoso de Almeida que não poderia comparecer a audiência por motivo de viagem. "Tomei conhecimento que o ofício encaminhado por ele. Mas esse oficio não foi protocolado no protocolo geral e não chegou ao gabinete do presidente", disse. 

Bussiki lembrou que a testemunha foi intimada no dia 11 de janeiro e não colocou objeção em relação a data da oitiva. "Poderia perfeitamente ter antecipado ou agendado outra data".

09h40 - Relator da comissão, o vereador Adevair Cabral (PSDB) disse que recebeu o documento da testemunha ontem porque o presidente da comissão não foi localizado. Ele leu o documento.

09h43 - Marcelo Bussiki informa que não reconhece o documento protocolado pela testemunha. Ele sugere a condução coercitiva do depoente. "Não reconheço, porque não veio anexada de nenhum documento comprobatório, como passagens. A justificativa como plausível e sugeriu até condução coercitiva".

09h45 - O vereador Mário Nadaf considera repugnável a atitude da testemunha, todavia, acha que o agendamento de uma nova data não causa prejuízo. Ele sugere que seja agendado o dia 28 de fevereiro, já que não traria nenhum prejuízo aos trabalhos da coissão “Não vejo prejuízo nenhum ser na sexta-feira e incluiríamos ainda no mês de fevereiro”.

09h53 - Vereadores presentes na sessão da CPI defendem a condução coercitiva do depoente. O vereador Diego Guimarães (PP) sugere que seja encaminhado documento a Assembleia Legislativa, onde Valdecir está lotado, para saber se ele está de férias.

O clima ficou acalorado e Dilemário Alencar e Adevair Cabral batem boca. "O senhor está manobrando para atrapalhar os trabalhos desta comissão", disse Alencar. Já Adevair acusa o vereador de fazer "palanque" com a comissão.

10h00 - Ao final das discussões, o vereador Mário Nadaf retirou sua proposta e Marcelo Bussiki afirmou que ficou aprovada a condução coercitiva de Valdecir Cardoso. Será encaminhada solicitação a Justiça para que um oficial seja designado. Todavia, deve ocorrer em uma outra sessão. 

10h12 - Mário Nadaf alertou os colegas vereadores que é "perigoso" ficar falando em manobra sobre os trabalhos da CPI. "Podem judicializar e colocar todo nosso trabalho por terra", avisou.

10h17 -  Dilemário Alencar volta a tribuna e sugere a convocação da assessora de Adevair Cabral que recebeu o ofício protocolado por Valdecir Cardoso. "Temos que esclarecer esse fato para que não fique dúvidas sobre os membros desta comissão". 

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Iron | Quarta-Feira, 07 de Fevereiro de 2018, 14h58
    1
    0

    O que se esperar da casa dos horrores.

  • Fernando | Quarta-Feira, 07 de Fevereiro de 2018, 11h58
    4
    1

    Até, parece que vão fazer algo nessa CPI, bando de saf..., a que ponto chegamos, vereadores fingindo que estão investigando a condulta do prefeito quando era deputado. Povo cuiabano fiquem de olhos abertos nessas peças raras, estão tudo a mando do prefeito instaurando uma PCI para posterior absolvição do prefeito está, correto a atitude do Silvio. CPI de faz de conta.

  • Eurides | Quarta-Feira, 07 de Fevereiro de 2018, 10h45
    8
    2

    O povo deve ficar atentos em todos os detalhes .

  • Marcos | Quarta-Feira, 07 de Fevereiro de 2018, 10h25
    11
    4

    Tá certo ele...Perder seu tempo com esses inúteis (Cpi sem serventia)..Vão trabalhar bando de Sierra foxtrote dobrado... Bem feito!!!!lkk

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS