12 de Agosto de 2020,

Artigos

Política

A | A

Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 19h:04 | Atualizado:

DUODÉCIMOS EM ATRASO

Governo apresenta na 6ª cronograma de repasses aos poderes

Anúncio foi feito em reunião entre secretário de Fazenda e defensor-público geral

GALLO-SEFAZ.jpg

 

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, recebeu o defensor público-geral, Sílvio Jefferson de Santana e o primeiro subdefensor-geral, Márcio Dorileo, no fim da tarde desta quarta-feira (24), para informar como o Governo pretende regularizar os atrasos nos repasses do duodécimo do órgão. A Defensoria Pública espera o recebimento de R$ 15 milhões de 2017 e o valor integral do mês de janeiro para manter o funcionamento de suas atividades.

Gallo afirmou que apresentará para o governador José Pedro Taques, na sexta-feira (26), em reunião com os representantes da Defensoria Pública e dos outros Poderes, um “cronograma” com datas para o repasse dos valores da folha dos órgãos autônomos e dos Poderes. E garantiu para esta semana a liberação de parte do custeio do mês de dezembro para a Defensoria.

“Vamos apresentar um calendário de repasses em reunião com o governador e todos os Poderes e lá poderemos fazer alguns ajustes. A nossa intenção é garantir uma regularidade mensal de transferência de recursos durante todo o ano de 2018. Vamos trabalhar para sanear os gastos, ajustar os nossos orçamentos, gastar menos e com mais eficácia. E nisso, a Emenda Constitucional do teto dos gastos vai nos auxiliar muito. A Emenda nos permite criar um plano e enxugar gastos o que nos possibilitará um planejamento”, explicou o secretário.

O defensor-geral apresentou as dificuldades vividas pela Defensoria, como os atrasos de pagamentos aos fornecedores e defensores. Informou que desde o ano passado a administração reviu e reduziu contratos de prestação de serviços básicos, como de recepcionista, motorista, entre outros, essenciais para o funcionamento da instituição. Ele relembrou que o órgão não tem fontes de recursos próprios e que o orçamento é mínimo.

“Entendemos a situação econômica crítica pela qual o Estado passa, mas já fizemos todos os cortes e reduções que podíamos para manter as portas abertas. E diante de toda a situação da Defensoria Pública, precisamos dos repasses para continuarmos a atender a população. Nosso órgão não tem recursos próprios e nem reservas”, explicou Santana.

Essa foi a primeira reunião entre o novo secretário de fazenda e os representantes da Defensoria Pública. “A nossa intenção é de manter um diálogo para construirmos juntos uma saída para essa situação, vivida por todos no Estado. Sabemos que a Defensoria mantinha um relacionamento de respeito com o secretário anterior e pretendemos seguir no mesmo caminho”, disse Gallo.

O primeiro-subdefensor, Márcio Dorileo, pediu que o Governo olhe para as particularidades da Defensoria Pública. “A única coisa que pedimos é que os diferentes sejam tratados com diferença. A nossa instituição tem particularidades que os outros não têm e estamos no nosso limite”, disse.

A reunião com o governador está marcada para a tarde de sexta-feira (26) e na próxima semana o secretário de fazenda afirmou que o Governo deve publicar a programação financeira com cronograma de repasses, caso seja oficializado na reunião.



Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • JEFERSON MATOS | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 14h13
    0
    0

    Servidores Públicos do Estado preparem-se : vai ter escalonamento do salário do mês de janeiro.

  • Fabio | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 13h50
    0
    0

    ANO ELEITORAL... Não preciso dizer mais nada... agora vai começar a aparecer o dinheiro do FEX...

  • alexandre | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 13h20
    0
    0

    Os repasses dos Poderes são impagáveis, esta é a realidade, querem caviar enquanto o executivo roe osso, mas eu tenho direito ? direito não gera dinheiro nem receita. o que arrebenta o orçamento do estado são os Poderes, não são os servidores.. 88% de aumento nos repasses.

  • Marc | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 11h20
    0
    0

    Se não cumprir...outra reunião.

  • Ricardo | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 09h43
    3
    0

    Isso já deveria ter acontecido há muito tempo, precisam ter administradores ou pessoas capacitadas com conhecimento em gestão com formação acadêmica para gerir e realizar planejamento, o que falta em muito a qualquer governo, basta olhar como anda o Brasil!!! Nós fornecedores estamos passando por situações que não precisaríamos, caso a maquina publica estivesse em mãos competentes...

  • João de Deus | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 08h42
    5
    0

    Vcs comem na mão do governo. Apenas publicam o que Pedro Taques quer!!!

  • Agenor | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 21h11
    5
    0

    Pra não cumprir novamente? Esses chefes dos demais poderes são uns cagões.

  • Said Joseph | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 20h35
    5
    0

    LÁ VEM ATRASOS. ATRASOS MAIS ATRASO S ETC E TAL MAIS ATRASOS.

  • Pedro Santos | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 19h51
    5
    0

    Silvio Santana vc acredita em Papai Noel??? Cuidado vc vai acabar sofrendo com as condições que está acontecendo!!

  • Janaína Silva | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 19h48
    5
    0

    Defensoria pública ainda acredita nesse governo?. Eu não! !! O Silvio de vc não quiser morrer nadando na praia fecha núcleos!!!

  • João de Deus | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 19h45
    5
    1

    A Defensoria Pública tem o menor repasse de valores dentre os órgãos garantidores da Justiça. Os orçamentos do TJ e do MP superam em muito o da Defensoria. É muito triste ver o descaso desse governo on o cidadão. Os atrasos constantes tem ocasionado o fechamento de núcleos. O cerceamento ao direito de cidadania. Hoje a Defensoria Pública não paga a meses os alugueis, os fornecedores. Tem uma conhecida minha que trabalha na limpeza da Defensoria e não recebeu ainda o salário de dezembro e o 13. É justo?. Se o Defensor Geral fosse mais decidido já deveria ter fechado mais núcleos. Ficar como caloteira a Defensoria Pública?? Muito triste Sr. Governador!!

  • Fiscal do Povo | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 19h21
    3
    0

    Esse Governo deu o "sambariove" nos Poderes durante todo o mandato. Terminando e ele ainda diz que vai apresentar outro cronograma de pagamento!? Inocência? Impotência? Incompetência? Os Poderes engoliram quietos esses anos de engodo! Porquê será? Agora é o último ano de mandato e a LRF vai ficar como? Esquisito demais, no mínimo! Isso para não ser leviano e levantar acusação sem provas. Mas uma perícia bem feitinha mostraria eventual ilícito orçamentário e financeiro. #ficaadica

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS