10 de Dezembro de 2019,

Política

A | A

Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019, 16h:08 | Atualizado:

CPI DA ENERGISA

Ipem vai aferir medidores de luz em MT

cpienergisa-ipem.jpg

 

O Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem MT) fará a aferição dos medidores de energia elétrica em todo Estado atendendo solicitação dos deputados estaduais que compõem a CPI da Energisa, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). O pedido foi feito nesta segunda-feira (02.12) em visita técnica dos parlamentares realizada à sede do Ipem MT, em Cuiabá.

O relator da CPI, deputado Carlos Avallone (PSDB), explicou que em um estado vizinho, onde a concessionária de energia também está sendo investigada em uma comissão, houve denúncias de distorções que chegam a 40% nas contas de energia elétrica.

A Comissão solicitará à Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) um profissional estatístico e o IPEM fará a medição de dez medidores por dia. “Antes do Natal traremos um número significativo para a população. Estamos fazendo um trabalho técnico e, se tiver problemas, vamos identificar, cobrar os responsáveis e encaminhar para que sejam punidos”, afirmou.

Ele ainda destacou a importância do Ipem MT para os trabalhos de verificação de pesos e medidas no Estado. “O instituto tem uma equipe reduzida, mas muito competente, e precisa de melhores condições de trabalho para atender as novas demandas. Nesta visita, nós percebemos a necessidade do Ipem ampliar seus laboratórios de avaliação de medidores, um investimento estimado em aproximadamente R$ 800 mil”, disse Avallone.

O deputado Dr. Eugenio (PSB) reforçou a metodologia do Ipem MT para fazer a verificação destes medidores. “Eu não conhecia este trabalho e pude verificar que é sério e transparente para a sociedade mato-grossense. É uma responsabilidade muito grande de mostrar a realidade”, frisou.

Os medidores serão retirados e lacrados pela Energisa, com apoio da Polícia Militar, de acordo com o deputado Elizeu Nascimento (DC). “Trabalharemos com as denúncias feitas ao Procon e também aquelas que coletamos durante audiências púbicas realizadas nas Câmaras Municipais”, explicou.

Em 2019, até o dia 27 de novembro, o Ipem MT havia realizado 9.701 verificações em medidores de energia elétrica. Destes, 6.176 foram reprovados, porém apenas em 10 o consumidor foi lesado. “Na imensa maioria dos medidores reprovados houve lesão à concessionária de energia elétrica como furto de energia”, informou Bento Bezerra, presidente do Ipem MT.

Os ensaios das unidades medidos serão realizados no Laboratório de Verificação Metrológica de Medidos de Energia Elétrica, conforme regulamento técnico metrológico e as portarias do Inmetro 285/2008 e 587/2012.

 

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS