22 de Julho de 2019,

Política

A | A

Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 17h:23 | Atualizado:

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Juízes e promotores de MT veem perda de direitos adquiridos

promotores-senadores.jpg

 

Os senadores Jayme Campos (DEM), Wellington Fagundes (PL) e Selma Arruda (PSL) foram recebidos na tarde de hoje (12), no gabinete da Procuradoria-geral de Justiça, pelo procurador-geral José Antônio Borges Pereira, o presidente da Associação Mato-grossense do Ministério Público (AMMP), promotor Roberto Turin e pelo presidente da Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), juiz Tiago Nogueira de Abreu. Durante reunião, foram discutidos temas relacionados ao atual momento político do país e, especificamente, a tramitação no Congresso Nacional da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da previdência.

As lideranças do Ministério Público e do Poder Judiciário, embora concordem com a necessidade de se fazer a reforma previdenciária, manifestaram aos senadores a preocupação com determinados pontos da PEC que retiram direitos legalmente adquiridos pelas categorias ao longo da sua trajetória profissional no serviço público.

Também participaram da reunião a subprocuradora-geral de Justiça Administrativa, Eunice Helena Rodrigues de Barros, e o subprocurador-geral de Justiça Jurídico e Institucional, Deosdete Cruz Júnior. 

 

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Pinto | Sábado, 13 de Julho de 2019, 10h04
    1
    1

    Covardes e mercenarios ! Se acham como casta superior !

  • Helio | Sábado, 13 de Julho de 2019, 09h06
    1
    1

    Mercenarios ! Se acham de casta superior !

  • kleber | Sábado, 13 de Julho de 2019, 08h33
    2
    0

    SENTIRAM O QUE NÓS SERVIDORES DO EXECUTIVO VEM SENTINDO EM RELAÇÃO AO GOVERNO DE MT, QUANDO PEDIMOS SIMPLESMENTE O NOSSO RGA QUE ESTÁ NA LEI, O MPE POSICIONOU AO CONTRÁRIO, AGORA QUE TAMBÉM IRÃO SER AFETADOS PELA REFORMA, MOSTRA PREOCUPAÇÃO.

  • Reinaldo | Sábado, 13 de Julho de 2019, 06h20
    1
    0

    Jaime Campos esquece que quem o ajudou no primeiro mandato como governador, foi o Ministério público, através de uma promotora de justiça de nome Antonia, se não me engano. Ela ajudou o Estado, o secretário de fazenda de nome Umberto Rodovalho, a tirar Mato Grosso do buraco. Isso não é fácil de esquecer, menos para o sr. Senador, não é mesmo?

  • Jean Nunes | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 23h08
    8
    1

    Tipo assim, tem que fazer a reforma, mas não pode nos prejudicar em nada! Todo mundo tá perdendo um pouco com essa reforma. Uns mais que os outros. A vida é assim!

  • Ramis | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 22h14
    5
    4

    Vai lá pra praça do chopao, fazer passeata pro bozoasno!!!!!

  • carlos | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 17h39
    8
    4

    Votaram no bozo???

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS