Política Terça-Feira, 30 de Abril de 2019, 17h:02 | Atualizado:

Terça-Feira, 30 de Abril de 2019, 17h:02 | Atualizado:

GESTO HUMANITÁRIO

Justiça autoriza procurador aposentado de MT a passar Dia das Mães no RJ

Procurador, já aposentado, tem conseguido autorizações judiciais para transitar entre Cuiabá e a Cidade Maravilhosa

TARLEY CARVALHO
Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

chicolima.jpg

 

O juiz da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, autorizou o procurador aposentado Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, o “Chico Lima”, a viajar para a cidade do Rio de Janeiro entre os dias 9 e 15, onde passará o Dia das Mães. A decisão é do dia 26, última sexta-feira.

“Em análise aos documentos já colacionados pelo requerente, vê-se que restou demostrado que sua genitora possui idade avançada e necessita de cuidados. Diante disso, considerando que o Ministério Público não fez nenhuma objeção, quanto ao deslocamento do requerido, autorizo o requerente Francisco Gomes de Andrade Lima Filho a viajar a cidade do Rio de Janeiro/RJ, onde poderá permanecer entre os dias 09 a 15 de maio, deste ano”, decidiu.

Ao ingressar com o pedido, os advogados de Chico Lima argumentaram que a mãe do procurador já se encontra com idade avançada e que se recupera de uma cirurgia realizada recentemente, numa provável referência à operação a qual ela precisou ser submetida em março após levar um tombo, em visita ao filho em Cuiabá. Na ocasião, ela fraturou o úmero, maior e mais longo osso do braço.

A defesa informou ao Juízo o endereço em que o procurador poderá ser encontrado. Ao acolher o pedido, o magistrado ressaltou que ele deverá informar à Justiça as informações sobre os voos, de ida e volta, e, assim que retornar à Cuiabá, deverá se apresentar à secretaria da Sétima Vara.

SODOMA

A Polícia Judiciária Civil (PJC) deflagrou a Operação Sodoma em setembro de 2015 com o objetivo de desbaratar uma organização criminosa gerenciada pelo ex-governador Silval Barbosa (sem partido). Os crimes teriam sido praticados entre 2013 e 2014. Estima-se que R$ 12 milhões tenham sido usurpados dos cofres públicos.

Por meio de incentivos fiscais direcionados a empresas envolvidas, o grupo político do ex-governador recebia propina destas iniciativas privadas.

Chico Lima foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público do Estado (MP) por envolvimento no esquema. Ele é acusado de contribuir para a liberação de um pagamento, no ano de 2009, à construtora Bandeirantes Construções e Terraplanagem LTDA, no valor de R$ 12 milhões.

O pagamento seria referente a um débito do Estado com a empresa desde 1980, quando a Bandeirantes construiu o Posto Fiscal Marechal Rondon, em Cáceres (218 km de Cuiabá).

O procurador ainda foi apontado por usar a esposa e o filho para lavar dinheiro de corrupção. As investigações também apontam que ele teria lavado até R$ 500 mil por meio de empresas de factoring.





Postar um novo comentário





Comentários (2)

  • Maria

    Quarta-Feira, 01 de Maio de 2019, 08h48
  • Sabe, não consigo entender. Se operação sodoma investiga somente R$12 milhões, então porque se fala que Silval roubou R$1 bilhão?
    1
    0



  • joana

    Terça-Feira, 30 de Abril de 2019, 21h30
  • e o dinheiro???? quando será devolvido??? aposentado??? deveria ter sido exonerado. porque não pensou na mãe antes do que fez
    3
    2









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet