17 de Setembro de 2019,

Política

A | A

Domingo, 16 de Fevereiro de 2014, 09h:30 | Atualizado:

BLEFE ELEITORAL

Mesmo com decisão de ficar no Governo, Silval diz que PMDB terá vaga na majoritária

O governador do Estado de Mato Grosso, Silval Barbosa, afirmou nessa sexta-feira (14) que o partido do qual faz parte, o PMDB, terá candidato nas eleições majoritárias deste ano, na chapa do grupo de partidos da base governista, independentemente de sua possível permanência do governo até o final do mandato.

Segundo Silval, o PMDB tem bons nomes para compor a chapa majoritária. Ele citou, por exemplo, o ex-secretário de Estado de Administração, Francisco Faiad; a deputada estadual Teté Bezerra , o presidente regional do partido, deputado federal Carlos Bezerra e o ex-suplente de senador e presidente da sigla em Sinop, Jorge Yanai. "Nós estamos trabalhando para compor um ‘chapão’ e, de preferência, até reeditar o arco de alianças que tivemos no passado”, confirmou, sem especificar, entretanto, a qual cargo da chapa o partido deve pleitear.

Atualmente expectativa do PMDB é em relação à decisão do próprio governador quanto a sua candidatura ao Senado. Em suas entrevistas, Silval não esconde que o desejo de disputar as eleições se choca com a vontade de terminar o mandato para entregar as obras da Copa do Mundo e, principalmente, o Veiculo Leve Sobre Trilhos (VLT). Por isso, o governador continua adiando a decisão: “Nós temos prazo legal para definir isso e, certamente, até o final de março teremos a decisão. Apesar de tentarem antecipar, as alianças só serão definidas em junho”, repetiu ele durante visita ao Navio de Assistência Social da Marinha (Nash), em Santo Antônio de Leverger.

Na semana passada, Silval conversou por mais de duas horas com a presidente da República Dilma Rousseff (PT) sobre o assunto, durante a viagem a Lucas do Rio Verde para lançamento da Safra de 2014. A petista o cobrou sobre sua participação no processo eleitoral e o governador garantiu-lhe que ajudara a reconstruir e manter o arco de aliança para dar base ao seu projeto de reeleição. Além do PMDB, o grupo governista é composto pelos partidos PCdoB, Pros, PRB, PSC, PR, PT, PSD e PP, sendo que os quatro últimos já apresentaram pré-candidatos para a chapa majoritária, todos disputando ou a vaga de governador do grupo ou a de senador.

Há ainda uma aproximação com o PTB, que também quer espaço na majoritária para a ex-senadora Serys Slhessarenko. Serys quer disputar o Senado.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS