Política Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 14h:59 | Atualizado:

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 14h:59 | Atualizado:

SAÚDE

MT busca atender recomendações do TCE

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

malug-gilbertofigueiredo.jpg

 

Em reunião com o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, o conselheiro Guilherme Antonio Maluf apresentou um levantamento realizado pela Secretaria de Controle Externo de Saúde e Meio Ambiente quanto as principais fiscalizações desencadeadas pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso na área da saúde estadual e demais processos em tramitação na relatoria do conselheiro referentes a irregularidades. 

O levantamento foi solicitado pelo secretário para que tome conhecimento das demandas bem como também das recomendações feitas pelo TCE-MT. A proposta do gestor é propor ao Tribunal um novo Termo de Ajustamento de Gestão (TAG). A reunião aconteceu na manhã desta quinta-feira (23/5), no gabinete do conselheiro Maluf, no TCE-MT.

Gilberto Figueiredo reforçou ao conselheiro Maluf o interesse em adotar medidas de acordo com as ações indicadas pelo Tribunal. Para isso, solicitou a pactuação de um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) com prazos exequíveis ao cumprimento das recomendações, a fim de que a atual gestão possa cumprí-las de forma regular, clara e com lisura administrativa e legal.

Os processos e recomendações são relativos a: regulação de pacientes em hospitais regionais e de Várzea Grande; indenizações; serviços hospitalares desativados; gestões realizadas por Oscips; medicamentos; bloqueios judiciais; processos licitatórios; atendimento domiciliar; pagamento de pessoal e fornecedores; e contratos.

O primeiro TAG celebrado entre o TCE-MT e a SES foi em 2015, resultado de uma auditoria operacional concluída em 2014, e previa o cumprimento de 53 compromissos relativos à problemas estruturais. Em julgamento realizado no dia 28 de março de 2017, o Tribunal decidiu rescindir o TAG, por descumprimento dos prazos. O termo previa prazos de 3 a 36 meses nas áreas de Atenção Básica, Regulação Assistencial e Assistência Farmacêutica, mas o Estado conseguiu cumprir somente 20% ao final do quarto monitoramento. Ao todo, três secretários de Estado que passaram pela pasta foram multados por violação do Termo de Ajustamento de Gestão.

 





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet