23 de Abril de 2019,

Política

A | A

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 17h:20 | Atualizado:

CARGO DOS SONHOS

No 5º mandato, deputado diz ter experiência para assumir vaga no TCE

Sebastião Rezende ressalta ainda formação em engenharia e Direito


Da Redação

sebastiao.jpg

 

O deputado estadual Sebastião Rezende (PSC), um dos “candidatos” a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, afirma que conta apenas com seu voto até o momento. Ele disse que aguarda a Assembleia Legislativa oficializar a indicação da vaga para buscar apoio individual de cada deputado. 

“Com segurança e votando tem o meu. Este trabalho está começando agora e vamos buscar isso com mais firmeza, com mais segurança por parte dos deputados estaduais. Até porque está muito recente, a vaga não existia, nós falamos muito nisso, mas deixamos para fazer no momento oportuno. Com a abertura da vaga, começa este processo de conversar  e pedir apoio aos deputados”, disse o parlamentar em entrevista a Rádio Capital na sexta-feira. 

Rezende explica que, na próxima semana, a Mesa Diretora deve deliberar sobre o assunto. A partir disso, as articulações devem começar e as normas de escolha dos indicados serão publicadas, facilitando as conversações. “Há uma normativa que está sendo entabulada pela Mesa Diretora e pelos deputados estaduais, até para ter critérios neste sentido de habilitação e nós estaremos aguardando este processo”. 

O deputado, que é advogado e engenheiro, acredita que sua experiência e graduação avaliza seu nome ao cargo. Ele destaca que o trabalho realizado pelo Estado ao longo dos 5 mandatos que possui, o credencia a ocupar a vaga. “Acredito que temho essa experiência adquirida como deputado estadual , essa experiência quer nós temos na área tributária, sempre lidando e atuando com relação ao orçamento do Estado sempre muito presente eu tenho estado sempre nas comissões”.

 O deputado evitou comentar sobre os “adversários”, especialmente o deputado Guilherme Maluf (PSDB), que estaria mais avançado na disputa. “Vou realizar as minhas conversações em torno do meu nome, tentar me viabilizar”, colocou.

Além dos dois deputados, foram citados para concorrer a vaga ao Tribunal de Contas o promotor Mauro Zaque e o juiz Eduardo Calmon.

A vaga para conselheiro do TCE estava disponível desde 2014, após renúncia do ex-conselheiro Humberto Bosaipo, mas foi travada por uma liminar do STF a pedido da Audicon (Associação dos Auditores de Contas). Na última semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, destravou a pauta e liberou que a Assembleia Legislativa indique o novo conselheiro.

 

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Dr.Ricardo Araújo - adv | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 13h27
    0
    0

    O mais gabarita em todos os aspectos é o juiz Dr. Eduardo Calmon, além de técnico nas matérias do TCE, é profundo estudioso, professor, mestre e doutor. Nunca teve envolvimento político. Trata todos com respeito e recebe todos os advogados educadamente. A sociedade de mato grosso tem a ganhar com este nome. O estado de MT tem a ganhar com ele. e A Assembléia Legislativa pode começar a reescrever a sua história dignamente dando o primeiro passo na escolha do juiz Dr. Eduardo Calmon para o TCE.

  • jose serafini | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 13h24
    0
    0

    esse deputado é tão bão que pode ir para o stf

  • Marcio de Natal | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 20h55
    10
    1

    Kkkkk A vaga vai ser de quem PAGAR mais. Pronto falei

  • Joao da roca | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 19h46
    6
    9

    CALMA DEPUTADO JA CHEGA O IMPÉRIO QUE O SENHOR CONSTRUIU EM.RONDONOPOLIS ESSAS DELACOES NAO DAR EM NADA SILVAL ABRIU A CAIXA PRETA E NAO ACONTECE NADA ETA JUSTIÇA DE MT

  • joaoderondonopolis | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 19h17
    13
    16

    Para competir competência com o promotor Dr. Mauro Zaque não existe nenhum destes que estão querendo ser conselheiro do TCE.

  • Luiz | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 19h15
    14
    15

    Experiência em conchavos, negociatas e outras coisas... A lei precisa mudar e acabar com essa palhaçada de se indicar raposas para cuidar dos galinheiros

  • maria | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 19h01
    6
    15

    não dá pra saber se ele é o pior. tá tudo nebuloso porque não dá pra entender o que promotor de justiça com alto salário e juiz com salário bom, sem falar os penduricalhos querem fazer no TCE. vão exercer os seus ofícios, ficam só correndo atrás dessa vaga e não concluem inquérito e nem julga processo.

  • Eleitor | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h47
    16
    13

    Deputado o senhor deveria era resolver sobre a sua delação pelo Ex-Governador Silval Barbosa...O TCE tem que ser para pessoas fichas limpas coisa que a denuncias dizem que o senhor não é... Eu espero que a Justiça puna exemplar todos que foram entregues pelo ex-Governador e o senhor é um deles. Portanto, a sua vaga esta assegurada no CCC e não no TCE...

  • sediclaur | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h45
    14
    11

    Quais "experiências" estes políticos aí teriam que fosse útil pra que algum deles ocupasse uma vaga de conselheiro do TCE MT? Tem-se que parar com essa moage de querer enfiar político em cargo vitalício que não têm aptidão profissional nenhuma. Tão querendo continuar brincando com a cara da população que já tá enojada disso tudo, mais uma vez. Chega!!!

  • Luiz Flavio | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h44
    8
    13

    "Em 2014, o Legislativo teve uma renovação de 45%. Foram reeleitos 14 parlamentares, sendo que 12 são investigados pelo Naco: Baiano Filho (PMDB), Dilmar Dal'Bosco (DEM), Guilherme Maluf (PSDB), José Domingos Fraga (PSD), Mauro Savi (PR), Ondanir Bortoloni (PR), Pedro Satélite (PSD), Romoaldo Júnior (PMDB), Sebastião Rezende (PR) e Wagner Ramos (PR)." Fonte: http://www.folhamax.com/politica/mpe-investiga-12-deputados-suspeitos-de-ganhar-mensalinho-e-propina-no-mt-integrado/156101

  • Natanael Oliveira | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 18h03
    13
    14

    Será que não é possível escolher um nome não político? Será que tem de recair em cima daquele que usou as pessoas para chantagear outras? Precisa de um nome limpo. Alguém técnico com conhecimento e aceitação popular.

  • Servidor público concursado | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 17h40
    13
    15

    Tremenda PALHAÇADA com o povo de Mato Grosso essas velhas raposas

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS