11 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 14h:35 | Atualizado:

PDI em Campo Verde ajuda a reduzir mortalidade infantil e aumenta arrecadação

Depois de cinco anos como parceiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso no Programa de Desenvolvimento Institucional Integrado – PDI, Campo Verde apresentou os resultados de ações coordenadas e definidas no Planejamento Estratégico do município. Os efeitos positivos se fizeram notar nas áreas de saúde, educação, cultura, financeira-administrativa, e na ampliação de vários serviços ao público. Além de apresentar bons resultados, o município, que já um case de sucesso na implantação do PDI, demonstrou controle das atividades desenvolvidas. "O gestor enxerga onde estão os gargalos e tem condições de fazer correções. Assim, a melhor maneira de prever o futuro é criá-lo", disse o coordenador do Projeto I do PDI no TCE-MT, José Marcelo Peres, que participou da reunião de resultados em Campo Verde em janeiro.

Em Campo Verde, a prefeitura reuniu conselheiros de políticas públicas, vereadores, sociedade civil e servidores para mostrar resultados positivos oriundos das ações do PDI no município, principalmente nas áreas de saúde, cultura, transparência, Educação Continuada, Eficiência e Inovação e práticas essenciais para o desenvolvimento da cidade.

De acordo com as estratégias do PDI, todas as secretarias municipais estão envolvidas no alcance de metas de curto, médio e longo prazo, que devem ser atingidas até 2021. Em 2017, das 44 metas estipuladas, 35 foram atingidas. Conforme os resultados das metas apresentadas, alguns chamaram a atenção por terem impacto direto na sociedade, como a redução da mortalidade infantil, que teve a taxa reduzida em 33,9%, e a melhora no nível de desempenho dos alunos das séries finais.

Outro avanço importante foi o aumento da arrecadação própria do município, que tinha como meta da Secretaria Municipal de Fazenda sair de R$ 24,6 milhões em 2016 para R$ 29,9 milhões em 2017. No ano passado, a arrecadação bateu em R$ 33,1 milhões. Houve avanços na redução do deficit habitacional, ampliação das atividades culturais, recreativas ou de lazer, e na consolidação de Campo Verde como pólo de serviços para a região. A coordenadora municipal do PDI, Marinês Refati Almeida, reforçou ainda os avanços na coleta de 100% do lixo produzido na cidade, e implantação do sistema de transporte coletivo em 60% de linhas na área urbana.

O prefeito Fábio Schroeter destacou que fazer o planejamento estratégico não é tarefa fácil. "Mas estamos conseguindo avançar, aos poucos estamos consolidando esse trabalho com o apoio do Tribunal (TCE/MT), consultorias e, principalmente, com o trabalho, o apoio dos nossos servidores e o engajamento de todos".

Fábio frisou que, como os recursos são poucos para tantas demandas, não há possibilidade de erros nos investimentos. "Nós temos que aplicar e aplicar muito bem", ressaltou. "E esse planejamento nos ajuda muito a fazer isso", salientou.

Cassyra Vuolo, secretária de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania do TCE/MT e coordenadora do Projeto II do PDI, no qual Campo Verde está inserido, destacou a importância da população na apresentação dos resultados das metas de 2017. "A sociedade precisa participar para poder avaliar os resultados e também propor medidas para aperfeiçoar os indicadores que ainda precisam ser atendidos", disse ela, salientando que o trabalho que está sendo desenvolvido em Campo Verde com relação ao planejamento estratégico serve de modelo para todo o Brasil.

A coordenadoria-geral do PDI no TCE-MT estará acompanhando as reuniões de apresentação de resultados do ano de 2017 em todos os municipios que aderiram ao programa desde 2012. Segundo a coordenadora-geral do PDI, Naíse Silva Freire, este ano o foco será nas capacitações e na inserção de novos municípios.



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS