17 de Outubro de 2019,

Política

A | A

Domingo, 02 de Março de 2014, 11h:51 | Atualizado:

HERANÇA DE JOÃO

Pinheiro já pagou R$ 4 milhões de dívidas

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Júlio Pinheiro (PTB) e sua equipe vão passar o feriado de Carnaval debruçado em cima da situação financeira e administrativa do Legislativo Cuiabano, buscando soluções que permitam uma economia na previsão orçamentária deste ano. Após assumir no final do ano passado em plena crise política e financeira, o atual presidente conseguiu regularizar a quase totalidade das pendências da instituição mas teve que avançar no orçamento de 2014 para quitar compromissos como salários e fornecedores. “Estamos nos adequando a nossa realidade, enxugando despesas, cortando gastos momentaneamente e apostando numa gestão eficiente para poder ajudar na administração do Município de Cuiabá”, explicou Júlio Pinheiro que tem um orçamento de R$ 34,2 milhões para este ano, mas já consumiu R$ 4 milhões deste orçamento pagando contas de 2013.

Para Júlio Pinheiro na medida do possível e com as finanças em ordem ele espera poder devolver parte do duodécimo para o Tesouro Municipal. “Nos anos de 2011 e 2012 nós devolvemos para os cofres públicos de Cuiabá, R$ 5 milhões de recursos que foram repassados via duodécimo mas que conseguimos economizar ao longo dos meses e se possível espero novamente fazer isto pelo bem da Cidade e de sua gente”.

Além do corte nas despesas, o presidente da Câmara Municipal disse que já iniciou a chamada dos aprovados no último concurso público que também foi realizado por ele e também iniciou o pagamento das rescisões dos servidores que foram dispensados. “A ordem aqui é cumprir a lei, mas como assumimos numa situação de adversidade, temos primeiro que checar o que está certo ou errado e o que pode ou não ser feito para depois prestarmos contas, pois os recursos são públicos e as exigências legais dos órgãos de controle impõem uma série de exigências”, disse Júlio Pinheiro.

O presidente assinalou também que espera pode retribuir ao prefeito Mauro Mendes (PSB) o apoio recebido.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS