Política Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2015, 12h:00 | Atualizado:

Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2015, 12h:00 | Atualizado:

Notícia

PR tem quatro opções para disputar Alencastro

 

RAFAEL COSTA
Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

O deputado federal Valtenir Pereira foi oficialmente convidado para assinar ficha de filiação ao PR. A formalização do convite foi feita durante reunião na tarde desta quinta-feira (13) em Cuiabá, da qual participaram o presidente do diretório estadual do PR, senador Welington Fagundes, e a bancada da Assembleia Legislativa composta pelos deputados estaduais Emanuel Pinheiro, Ondonir Bortolini, o “Nininho”, Sebastião Rezende e Wagner Ramos. O único que não participou foi o deputado Mauro Savi por questões de agenda. 

A mudança de partido depende da concretização pelo Congresso Nacional da janela partidária, que será um espaço de 30 dias para mudança de legenda. Trata-se de uma alternativa encontrada para evitar a perda de mandato por infidelidade partidária, pois, conforme entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal), somente prefeitos, governadores, senadores e presidentes da República detêm a prerrogativa de mudar de partido sem sofrer tal punição. 

Sem esconder a empolgação com a possibilidade de adesão ao PR, Valtenir Pereira afirma que está disposto a ingressar em um projeto político maior. “Há uma possibilidade de trabalhar em um grupo político mais ampliado com o senador Welington Fagundes e a bancada do PR de deputados estaduais. Sinto que preciso de um grupo e não atuar mais isolado”, disse. 

Em relação à possibilidade do PR indicar o vice do prefeito Mauro Mendes, o deputado federal, além de não defender a proposta, descartou compor chapa com o socialista. “O partido tem que ter um projeto definido e não existe projeto de vice. O que existe é projeto de prefeito, projeto de governador e projeto de presidente da República”, frisou. 

O parlamentar enfrentou divergências políticas com o prefeito Mauro Mendes e a deputada estadual Luciane Bezerra, o que levou a deixar o PSB em 2013. Atualmente, o PROS tem 14 prefeitos, 168 vereadores e 11 vice-prefeitos. A tendência é que a maioria decida acompanhá-lo na mudança de partido. 

O senador Welington Fagundes ressaltou a importância de ampliar os quadros do PR, ainda mais com a iminência de perder o senador Blairo Maggi para o PMDB, o que deve se concretizar até o final deste ano. “A vinda do Valtenir Pereira vem para somar. Temos algo em comum que é a linha municipalista. Vamos trabalhar em conjunto com um grupo político e o deputado vai auxiliar em atendimento a nossa base”. 

O republicano ainda não descartou a possibilidade de o PR lançar Valtenir Pereira candidato a prefeito de Cuiabá. “Tivemos conversas neste sentido. O PR planeja crescer e não descarta uma candidatura própria em Cuiabá. Além do Valtenir Pereira, também tem o Emanuel Pinheiro que surge como opção. Ainda tem o ex-reitor da UFMT, Gabriel Novis Neves, que pode se filiar ao partido”. 

Atualmente, o PR detém 14 prefeitos e 118 vereadores. Os resultados obtidos na eleição municipal de 2012 lhe permitiram ser a segunda maior legenda de Mato Grosso, permanecendo atrás somente do PSD.  





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet