03 de Abril de 2020,

Política

A | A

Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 08h:45 | Atualizado:

NEO ALIADOS

PSDB critica "orgulho bobo" e defende Wilson na base de MM

Ex-deputado NIlson Leitão lembra que Mauro Mendes está "fazendo algo que Wilson acredita"


Da Redação

wilson-mauroa.jpg

 

Ex-deputado federal, Nilson Leitão (PSDB) afirma que vai disputar a cadeira deixada pela senadora cassada e ex-juíza Selma Arruda (Podemos) e de quebra ainda defendeu a entrada do tucanato na base de apoio do governador Mauro Mendes (DEM), antecipando e meio que pressionando a resolução do principal representante do partido na Assembleia Legislativa, Wilson Santos, que volta e meia fala que ainda está avaliando se entra ou não no coro do governo de turno.

“É um deputado que, eu sempre repito, é talvez um dos mais qualificados, com experiência vasta. Se eu fosse governador, de qualquer partido, queria ter Wilson Santos na minha base e sendo meu líder, não tenho dúvida nenhuma. Com a retórica que tem, com a articulação que tem, com o conhecimento que tem e com a experiência que tem do Executivo, porque ele já esteve dos dois lados do balcão. Como legislador e como executivo”, disse o ex-congressista.

Para ele, seria ótimo se o ex-prefeito de Cuiabá se juntasse ao também deputado Carlos Avalone (PSDB) — cuja postura é claramente governista, ainda que não oficial — para juntos darem apoio formal. O próprio Wilson Santos e a governança do Estado, avalia, ganhariam e muito com isso.

“Só pode ajudar Mato Grosso. E é claro que não se pode perder a utilidade da experiência do Wilson, deixando-a jogada num canto da Assembleia apenas. Não, ele tem que ser útil. E se o governador tá fazendo algo que o Wilson acredita, não há porque ter orgulho e dizer ‘olha, eu fui oposição e não vou sucumbir’. Não. As pessoas têm que mudar”, segue.

De acordo com Leitão, não há nada de errado no "Galinho" deixar de lado o que ele classifica como mero e bobo orgulho. “As pessoas têm que entender o seguinte: eu disputei contra você porque eu não acreditava no seu trabalho, mas você está demonstrando e fazendo algo que é bom. Algo que eu posso ajudar e me colocar à disposição. Porque quando você se coloca à disposição de bons temas, está se colocando à disposição da população, da sociedade e do progresso do Estado”, encerrou.

OUVINDO A BASE

Desde o fim do ano passado, o próprio Wilson já havia participado de reuniões com seus correligionários para discutir a viabilidade da guinada (ele apoiou com veemência a reeleição do colega de legenda Pedro Taques e criticou duramente Mauro mesmo depois do governo iniciado) e admitiu que a maioria apontava pro rumo da mudança.

A briga entre os dois, entretanto, é bem antiga e subiu mesmo de tom em 2008, quando foram adversários nas eleições para a Prefeitura de Cuiabá. Na ocasião, Wilson saiu vencedor, mas por uma margem apertada de votos.

Os dois estiveram em trincheiras opostas também em 2010, quando ambos perderam para Silval Barbosa na briga pelo Governo do Estado. Como acontece em toda campanha, trocaram, nas duas ocasiões, diversos desaforos e acusações. Obrigados a dividir palanque seis anos depois, a relação era evidentemente educada e algo constrangedora em público, quando ambos eram confrontados pela imprensa a falar sobre o assunto.

Famoso pelo alto grau de habilidade política tanto quanto Mauro é pela ausência dela, Wilson sempre repete que não é dado a guardar mágoa e seu capital político solapa qualquer rancor. Ele sempre repete que "Mato Grosso é maior que picuinhas".

Ainda assim, até novembro passado brincava respondendo que não era ele quem estava cortejando Mauro, mas o contrário. Os termos usados nas ocasiões em que era interpelado foram “não sou eu quem está maurando, mas ele é quem está tucanando”. Da mesma maneira, sempre que podia, afirmava que o estilo de governar do Democrata era completamente tucano, porque enxugava gastos públicos e buscava aumentar investimento em setores-chave.

“O Mauro está, guardada as devidas proporções, fazendo um governo igual ao de Dante de Oliveira e de Fernando Henrique Cardoso. Está reduzindo o custeio com a máquina pública para sobrar dinheiro que vai ser investido em estrada e educação, por exemplo”, disse à imprensa o que repetiu algumas vezes no púlpito da Assembleia, lembrando o alinhamento em questões como a taxação do agronegócio e a minirreforma da previdência, apesar de propor emendas a esta última.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Consciente | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 11h24
    0
    0

    KKKK, por isso ele fez oposição ferrenha no início. Provavelmente pra aumentar o tamanho da mala! $$$$

  • Maria | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 11h18
    2
    0

    ESSE SUJEITO WILSON SANTOS VEIO DA CLASSE HUMILDE QUE É A DE PROFESSORES E O MAURO MALVADEZA CHEGOU AQUI NA DÉCADA DE 70 COM UMA MÃO NA FRENTE E A OUTRA ATRÁS PARA ESTUDAR NA UFMT, OS DOIS JUNTOS SÃO GRANDE TRAIDORES DOS SERVIDORES DESTE ESTADO, POR ISSO QUE MEU PAI SEMPRE FALAVA QUE COM POLÍTICOS NEM O DIABO PODE.

  • Nilza | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 11h02
    1
    0

    POR ISSO QUE MEU PAI SEMPRE FALAVA QUE OS POLÍTICOS SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO.

  • Vanderlei Pessoa | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 10h30
    1
    0

    NILSON LEITÃO ESTÁ MAIS SUJO QUE PAU DE GALINHEIRO, NÃO TEM MORAL NENHUMA, JÁ FOI ATÉ PRESO POR CORRUPÇÃO. NÃO GANHA NEM PRA VEREADOR EM SINOP. WILSON SANTOS TAMBÉM ESTÁ EM QUEDA LIVRE, POR CONTA DA DEMAGOGIA E MENTIRAS CONTADAS AO LONGO DOS ANOS. NA ÚLTIMA ELEIÇÃO PERDEU METADE DOS VOTOS, E TEVE APENAS 14 MIL, SÓ ENTROU PORQUE O EX-DEPUTADO GUILHERME MALUF FEZ 30 MIL VOTOS E PUXOU O COLEGA. PREOCUPADO EM FICAR DE FORA NA PRÓXIMA ELEIÇÃO, WILSON VIROU GOVERNISTA APESAR DE MAURO MENDES TER LHE DADO O APELIDO QUE PEGOU, O DE PINÓQUIO...

  • José | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 10h27
    1
    0

    O ex deputado Nilson leitão teria que pagar pelos crimes da Seduc e da sangue suga antes de pensar em concorrer a vaga oa senado

  • Rogérinho | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 09h24
    4
    0

    Se mudar de lado ele perde o meu voto e da minha família. O Mauro Mente está queimado, não é bom ele se misturar com este governo fragilizado e arrogante. Só tem a perder.

  • Antônio | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 09h01
    3
    0

    Wilson Santos vagabundo...

Matéria(s) relacionada(s):

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS