20 de Setembro de 2019,

Política

A | A

Sexta-Feira, 20 de Junho de 2014, 15h:51 | Atualizado:

CAIXA DE CAMPANHA

PSOL planeja gasto de R$ 4 milhões nas eleições em MT

Valor será disponibilizado a todos os candidatos do partido


Da Redação

procuradormauroafiohafoia1 (1).jpg

 

O PSOL (Partido do Socialismo e Liberdade) estipula gastar até R$ 4 milhões nas eleições de outubro. Conforme ata do partido entregue a Justiça Eleitoral, o valor de R$ 1 milhão será disponibilizado como teto de gastos aos candidatos de cada eleição, o que envolve governo do Estado, Senado, deputado federal e deputado estadual.

Um comitê financeiro único foi formado com José Roberto de Freitas na condição de presidente e Wilson Conceição Lara de Barros como secretário/tesoureiro. Com isso, o PSOL é o primeiro partido a revelar a pretensão de gastos para a campanha eleitoral de 2014. 

A convenção partidária do PSOL foi realizada no dia 14 deste na sede da ADUFMAT (Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso). O partido oficializou o presidente do diretório estadual, José Roberto de Freitas, candidato ao governo do Estado, juntamente com Gilberto Lopes de vice-governador. Também foi oficializado 12 candidatos para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Na ocasião, o procurador da Fazenda Nacional, Mauro César Lara de Barros, conhecido como procurador Mauro, decidiu que será candidato a deputado federal. Antes disso, ele concorreu em 2006 ao governo do Estado. Dois anos depois, reapareceu como candidato a prefeito de Cuiabá. Em 2010, concorreu ao Senado e superou o petista Carlos Abicalil em relação à quantia de votos recebidas em Cuiabá. 

Sempre explorando jingles com o ritmo do "lambadão", procurador Mauro reapareceu em 2012, novamente como candidato a prefeito de Cuiabá e conquistando o terceiro lugar na preferência do eleitorado, deixando para trás figuras conhecidas do cenário político como o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) e o atual secretário municipal de Esportes e Lazer, Carlos Brito, que concorreu pelo PSD e, atualmente, está filiado ao PSB. Agora, Mauro espera supreender na eleição proporcional e ser eleito deputado federal.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS