21 de Setembro de 2019,

Política

A | A

Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 15h:29 | Atualizado:

Senador defende inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência

Favorável à inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) defendeu hoje (12.07) que qualquer modificação ao projeto que for aprovado pela Câmara seja tratada separadamente para não dificultar a tramitação do assunto no Congresso Nacional. Depois de aprovado na Câmara dos Deputados, o projeto deve ser apreciado pelo Senado no segundo semestre. “Um regime previdenciário para cada estado ou município, não é o ideal. Estamos numa federação e acho que todos os setores deveriam ser incluídos num regime só”, disse ele.

Tramitando na Câmara dos Deputados, a reforma já foi aprovada pelo plenário, que agora aprecia os destaques (alterações ao texto-base). “O que for aprovado pelos deputados, deve ser mantido pelo Senado e o que for modificado ou acrescentado seria tratado separadamente”, acredita. Para o senador, a tendência do Senado é aprovar a reforma com a maioria dos votos.

Ele acredita que a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência será um dos principais pontos a serem debatidos no Senado.

Wellington também ressalta a importância da reforma tributária, que deve entrar em pauta concomitantemente à reforma da previdência. “O senado já tomou essa decisão”, disse.

O parlamentar participou nesta sexta-feira da Conferência Visão 2030, MT Desenvolve, promovido pela senador Selma Arruda e a Sudeco (Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste). “É fundamental esse tipo de evento para trazer informações e aproximar os órgãos do governo federal aos prefeitos e demais agentes políticos”. Os recursos do Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste são importantes, principalmente para os pequenos empreendedores. Ele diz que a concentração em grandes empreendimentos ou em apenas um setor da economia é prejudicial. “O crescimento deve ser harmonioso”, defende. 

 

 

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS