10 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 17h:45 | Atualizado:

ENTREGUE EM DELAÇÃO

Silval tenta reaver fazenda invadida por MST

fazenda-silval

 

O ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB) e o irmão dele, Antônio Barbosa Filho, entraram com uma ação na Justiça para reaver a posse de uma fazenda de propriedade deles invadida por sem-terra. A propriedade, que fica em Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá, foi entregue à Justiça após acordo para que ele deixasse a prisão.

A fazenda está ocupada desde o dia 26 de dezembro do ano passado. A propriedade é avaliada em R$ 33 milhões e tem cerca de 4,1 mil hectares. O G1 não consegiu contato com o movimento sem-terra.

À época, os manifestantes alegaram que a área está desocupada e pode ser usada pelos trabalhadores sem-terra. Durante a ação, os trabalhadores rurais também invadiram a sede da fazenda.

No local, os manifestantes construíram barracos cobertos com lonas.

"A situação é tenebrosa, vez que, impedindo o exercício do direito de posse, os invasores recusam-se a qualquer diálogo e, contando com centenas de pessoas, mantém-se, de forma ilegal e arbitrária, na posse de um imóvel que não lhes pertence", diz trecho da ação.

Silval e o irmão alegam que a fazenda foi entregue à Justiça, porém, ainda não foi alienada pelo estado.

A ação, além da reintegração de posse solicita pagamaneto de multa diária de R$ 1 mil, caso a liminar seja atendidade pela Justiça e a requisição de força policial para proteção do patrimônio de Silval e o irmão.

Silval Barbosa

O ex-governador deixou a prisão em regime fechado em junho do ano passado depois de ficar quase dois anos preso. Ele teve a prisão domiciliar decretada mediante entrega de R$ 46 milhões em bens. Entre eles estão duas fazendas, avaliadas em R$ 33 milhões e R$ 10 milhões, e um avião de R$ 900 mil.

A aeronave já começou a ser usada pelo governo no transporte de presos e autoridades.



Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • jose antonio silva | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 09h46
    1
    1

    NÃO FORAM PISTOLEIROS, CAPANGAS DE MARCIO MARTINS E ASSASSINOS NOS IDOS ANOS 80/90? RETORNEM À VIDA ANTIGA E SEJAM MACHOS IGUAIS AO POVO DE LUCAS/SORRISO E REGIÃO! REÚNAM UNS 30 CAPANGAS E ESCORRACEM ESSE VAGABUNDOS DE LÁ! QUE ASSIM SEJA! UAI NÉ SÔ!

  • said joseph | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 09h44
    1
    3

    A terra é de ninguém. Se for improdutiva, melhor ainda, é de quem chegar primeiro. Portanto, tomem posse, plantem, colham e sejam felizes.

  • Said Joseph | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 20h38
    1
    3

    TEM QUE INVADIR MESMO. A TERRA É DE NINGUÉM. qUEM CHEGAR PRIMEIRO TEM TODO O DIREITO.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS