15 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 09h:38 | Atualizado:

FIM DA CONFUSÃO

Taques apara "arestas" com Fávaro e Leitão

Governador sinaliza repetir dobradinha com vice e dá espaço para deputado articular projeto ao Senado


Diário de Cuiabá

taques-favaro.jpg

 

O governador Pedro Taques (PSDB) decidiu antecipar as articulações políticas para o seu projeto de reeleição e se reuniu com o vice-governador Carlos Fávaro (PSD) com o objetivo de por fim nas especulações de um possível rompimento com o PSD em Mato Grosso. O encontro ocorreu na residência do governador, no condomínio Florais dos Lagos, em café da manhã harmonioso nesta quinta-feira (1). 

Durante quase duas horas de conversa, Taques e Fávaro debateram os rumos da atual gestão e sinalizaram para mais uma dobradinha no pleito eleitoral. 

O governador chegou a perguntar para o pessedista se ele estaria descontente com a aliança. Fávaro reafirmou o apoio ao tucano e apontou algumas críticas na gestão. 

O governador Pedro Taques saiu satisfeito da reunião, já que segundo interlocutores do governo ele afastou de vez qualquer possibilidade de rompimento. 

Porém, nos bastidores Fávaro afirma que ainda é muito cedo para repactuar a dobradinha e que muita coisa poderá ocorrer até as convenções. 

No início do ano, Fávaro chegou a declarar que o PSD dialogará com todos os partidos antes de definir suas alianças. 

"O PSD conversará com todos os partidos que o procurar para debater política com todos partidos que o procurar para debater política eleitoral. Essa é uma postura que sempre tive que é do diálogo. Agora conversar não significa decidir apoio. Isso ocorrerá somente nas convenções em junho. Mas quem quiser conversar com o PSD, nós vamos ouvir e falar também”, afirmou o líder do PSD no Estado. Um dos motivos para esta postura é a possibilidade da sigla lançar candidatura a presidência da República. 

NILSON LEITÃO

Antes da conversa com Fávaro, Taques se reuniu na tarde da última quarta-feira (31) com o deputado federal Nilson Leitão para por fim na crise interna do partido provocado por ambos. 

No diálogo, Taques declarou apoiar o projeto de construção da candidatura ao senado de Leitão. No entanto, Taques ponderou que mais na frente o partido teria que definir se segue pleiteando duas vagas na chapa majoritária ou se abriria mão de uma das vagas. 

Leitão concordou, já que uma das suas principais críticas era que Taques só se preocupava com o próprio projeto. 

No entanto, ao sinalizar para Leitão, o governador cria um clima de insatisfação com os Democratas (DEM) de Jayme Campos e com o senador Blairo Maggi (PP), que é considerado por muitos analistas políticos, como peça chave para qualquer chapa sair vitoriosa. 

A aproximação entre Taques e Leitão, também afasta qualquer intenções do ex-prefeito Mauro Mendes (sem partido) pleitear um espaço na chapa do governador. 

 



Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • ZE RUELA | Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 10h53
    3
    2

    Vão morrer abraços...não tem futuro na política...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS