05 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 16h:12 | Atualizado:

Comissão avalia ampliação do cadastro de reserva do concurso da Seduc

A Assembleia Legislativa, governo de Mato Grosso e Tribunal de Contas do Estado (TCE) formarão uma comissão para avaliar a possibilidade de ampliação do cadastro de reserva do último concurso da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc).

A formação da comissão foi discutida durante reunião realizada nessa quarta-feira (24) e comemorada pelo professor e deputado Allan Kardec (PT). Ele participou do encontro defendendo a ampliação do cadastro de reserva e não apenas de 50% dos habilitados na fase didática de acordo com a quantidade de vagas para cada cargo.

“Essa é uma grande notícia para quem foi aprovado e habilitado nas três fases, inclusive a didática. Vamos estudar a viabilidade dessa proposta junto com o Sindicato dos Profissionais do Ensino Público (Sintep) e aprovados e anunciar o resultado nos próximos dias”, afirma Allan.

O deputado já fez nessa quinta-feira (25) um ofício ao secretário Marco Maraffon. Na condição de presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa ele e o deputado Adriano Silva formalizaram pedido para ampliar o cadastro de reserva, alterar o nome do Perfil de Pedagogia (global) do cargo de Professor de Educação Básica para: Pedagogia; entre outros.

Allan vem mantendo reuniões com aprovados no concurso e defende a ampliação do cadastro de reserva com argumento de que isso vai diminuir o número de contratos temporários. Segundo ele, também abrirá oportunidade de empregos e promover justiça com os que realizam o difícil concurso que teve mais de 250 mil inscritos para 5,7 mil vagas.

Além do concurso, a reunião com o secretário de Educação, Marco Marrafon, tratou da reivindicação da comunidade que foi contra o fechamento da Escola Manoel Gomes, no bairro da Manga, em Várzea Grande, o que foi acatado pelo governo.

 



Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Ju | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 18h10
    0
    0

    É o mínimo que tem de ser feito, posto as inúmeras injustiças e irregularidades da prova didática.

  • Ju | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 18h10
    0
    0

    É o mínimo que tem de ser feito, posto as inúmeras injustiças e irregularidades da prova didática.

  • Khalima | Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018, 19h22
    0
    0

    Parabéns a todos que participaram desta reunião demostrando um espírito de paz e vontade política para resolver o conflito e suplício que se transformou o concurso. Com fé que a boa vontade prevalecerá entre todos os atores, meu agradecimento.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS