14 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 17h:25 | Atualizado:

Cuiabá atuará com equipes diárias realizando a limpeza e ordenamento pós-carnaval

Durante os cinco dias de festa no circuito oficial do Carnaval na Capital, que acontecerá de 9 à 13 de fevereiro, na Orla do Porto, equipes de limpeza urbana da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos garantirão a retirada de todo lixo e a manutenção da vegetação do tradicional ponto turístico da capital, incluindo as margens do Rio Cuiabá.

Cerca de 40 trabalhadores diariamente darão início ao plano de ação da secretaria dando um trato nas vias, a partir das 06h, garantindo a limpeza total do ambiente. A ação contará com a parceria de empresa Locar Saneamento Ambiental e também de cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

Mensalmente é realizada a limpeza das margens do rio Cuiabá, quando são retiradas 2 toneladas de lixo. Segundo o secretário da pasta, José Roberto Stopa, o apoio do comércio local pode ajudar a abordar esses clientes e coibir essa prática.

“A Prefeitura de Cuiabá irá realizar a limpeza e zeladoria em todos os eventos de carnaval como o Vinde e Vede, Feira da Mandioca, Orla do Porto, Parque Cuiabá. Na Orla, especificamente, acreditamos que todo o volume de lixo deve ser recolhido ate às 11 horas” explica o secretário.

Grito Verde 

A parceria firmada entre a Prefeitura de Cuiabá e a ONG Teoria Verde irá realizar uma operação ostensiva de conscientização durante os shows do circuito da Orla com as equipes da organização fazendo uma campanha dinâmica direto do palco, iniciando um movimento de propagação da cultura ecológica, com um grito de guerra. O objetivo é fazer ecoar o  compromisso de descartar o lixo corretamente, evitando que pilhas de resíduos sólidos se amontoem após as celebrações. A medida servirá como um estímulo para a mudança do comportamento dos foliões, que são habituados a se desfazerem de embalagens de maneira incorreta.

“Todo carnaval ou grandes eventos retiramos toneladas de lixo jogados no chão, como sabemos que essa é uma questão simples de consciência a Ong Teoria Verde irá nos ajudar a chamar a atenção de uma forma dinâmica”, pontuou Stopa.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS