10 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 13h:17 | Atualizado:

TRECHO DO VLT

Cuiabá planta palmeiras na Fernando Correa

palmeiras-fernandocorrea.jpg

 

A revitalização do canteiro central da Avenida Fernando Côrrea termina na próxima semana. Ao todo 160 palmeiras imperiais estão sendo plantadas no local. A ação faz parte do programa “Verde Novo 300”, lançado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, em parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso e o Juizado Volante Ambiental (Juvam), para promover o desenvolvimento sustentável e ambiental da capital com preenchimento de árvores e plantas em espaços urbanos como rotatórias, conteiros e outros.

De acordo com o secretário municipal de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa, parte das mudas foram obtidas por meio de doações as demais vieram do Horto Florestal Tote Garcia.

“Das 160 palmeiras que estamos plantando em toda a extensão da Avenida Fernando Corrêa, 40 foram retiradas do Horto Florestal, o restante conseguimos por meio de doação de empresas privadas”, afirma o secretário.

A escolha do plantio de palmeiras imperiais se deu pela facilidade de manutenção, já que seu caule não atrapalha as paisagens e as raízes em geral não invadem os espaços laterais, crescendo sempre na direção da gravidade. Ela ainda pode ser recolocada em outros lugares da cidade, com um índice reaproveitamento superior a outras espécies. 

Para se ter uma ideia, uma palmeira pode ser plantada com qualquer momento do seu desenvolvimento e, até mesmo quando suas folhas já estão formadas tendo além disso, um efeito visual imediato.

 

 



Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Gilmar | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 07h22
    2
    0

    Esse prefeito e uma comédia, com muitos problemas em Cuiabá para resolver ele vem jogar dinheiro nosso fora. Afasta logo esse sujeito Câmara!!!

  • Moises | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 04h03
    0
    2

    A maioria dessas palmeiras 🌴 🌴 vai morrer... Fiz previsão da Alemanha 7 x 1, que Trump iria ganhar eleições nos EUA, que Dilma iria ser tirada, que o Corinthians iria ser campeão, que Silval iria ser preso..... isso se uma dessas pameiras não cair em cima de algum carro ....

  • Jão Diná | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 01h26
    1
    2

    Esqueçam o VLT....esqueçammmmmmmmm ele não vai sair nos proximos 10 a 12 anos, fiz a previsão do avião que caiu próximo a Juara, ninguem acreditou e até fui xingado aqui no site, foi difícil mas foi verdade e foi encontrado onde disse que estaria. Já o VLT é mais fácil, se sair será daqui 10 / 12 anos e na verdade não será VLT, será metrô por debaixo da terra, 15 a 20 metros abaixo da superfície...

  • Jackeline Correa da Costa | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 01h18
    4
    1

    Que eu saiba essa palmeira além de cara, não serve pra nada, não faz sombra, não dá frutos, passarinho nem assenta nela, só serve pra por dinheiro no bolso do palitóó

  • Luiz | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 21h42
    5
    5

    Foi explicado o motivo da escolha de palmeiras: fácil de transplantar (em caso de sair o VLT); só por isso; é difícil entender? Não tem como plantar árvores de sombra (embora logicamente seria o ideal- se não fosse a questão do VLT), pois essas sim teriam que ser derrubadas se fosse sair as obras do VLT.

  • Marcilio | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 17h54
    7
    8

    Burrice do caralho! O VLT um dia vai sair. E ai... vão arrancar as palmeiras, pra passar o trem...Descaso com o dinheiro público.

  • Observador | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 16h42
    11
    2

    Inútil, esta cidade está cada vez mais quente...Mas pra que plantar árvores que façam sombra? (e repor todas as que já foram arrancadas...principalmente por essa obra faraônica do VLT) a mais a maioria das palmeiras é doação...doação??? Vai vendo...

  • renato | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 15h31
    14
    2

    A palmeira é um poste verde, Cuiabá precisa de árvores que fazem sombra neste sol escaldante.

  • Eduardo | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 14h42
    11
    2

    Isso ai efeito imediato, eis a burrice do efeito imediato, quando é que vamos ter uma administração com planejamento, cuiabá é uma cidade quente, precisamos de arvores que fazem sombras, pelo amor de Deus copiem de outras cidades já que não pensam no futura e sim no imediato.

  • cuiabano | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 14h11
    7
    1

    sera que eu entendi? O VLT não vai mais passar por ai?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS