27 de Maio de 2020,

Cidades

A | A

Sábado, 04 de Abril de 2020, 16h:00 | Atualizado:

Idosos recebem máscaras produzidas pelo ateliê do Programa Siminina

As máscaras de proteção contra a COVID-19 produzidas pelo ateliê do Programa Siminina começaram a ser distribuídas, na quinta-feira (02), durante a 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. Os primeiros beneficiados foram os idosos acamados que receberam a vacina em casa e compõe o grupo prioritário a partir dos 60 anos.  

De acordo com o Núcleo de Apoio à Primeira-dama, em parceria com a coordenação do Programa Siminina, a estratégia montada para a distribuição aos idosos foi utilizada durante a  campanha da Secretaria Municipal de Saúde, que disponibilizou  101 pontos diferentes para imunização para evitar aglomeração da população. “Os idosos estão entre as prioridades que definimos e pensamos em utilizar a campanha de vacinação para que no ato de vacinação o idoso receba à máscara e também fique consciente da importância das medidas de higienização para evitar o contágio do coronavírus”, contou a primeira-dama Márcia Pinheiro.

No primeiro momento, o ateliê irá produzir 1.300 máscara que têm o público alvo direcionado aos idosos, moradores em situação de rua e aos profissionais da saúde, em caso de necessidade de falta Equipamento de Proteção Individual (EPI). Entretanto, desde a segunda-feira (30), o Núcleo de Apoio à Primeira-dama têm recebido doações de tecidos e materiais que irão gerar mais de 3.500 máscaras, segundo a estimativa do ateliê.

Além da doação de materiais, a campanha também têm recebido diversos voluntários dispostos em contribuir com a confecção das máscaras como o caso da costureira, de 62 anos, Solange Maria. A proprietária do ateliê que leva se nome soube da campanha pelas redes sociais e se interessou em participar da ação qual também serviu para ocupar o tempo, uma vez que, ela integra o grupo de risco e deve permanecer em isolamento social. “Como tenho o ateliê em casa para mim foi tranquilo, como não tinha encomenda resolvi ajudar na confecção das máscaras. E para mim está sendo ótimo. Mandei mensagem para falando que gostaria de ajudar e agora estou aqui costurando. O tempo passa rápido. É divertido”, disse ao afirmar que entregará cerca de 800 máscaras à campanha.

A produção das máscaras faz parte do conjunto de ações que o Núcleo de Apoio à primeira-dama tem preparado nesse momento de crise: a campanha da hastag #cuiabasolidaria.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS