17 de Fevereiro de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 21h:17 | Atualizado:

DISPUTA INTERNA

Justiça manda hospital liberar entrada de "médico sócio" em Cuiabá

Magistrado alerta que multará unidade de saúde se liminar for descumprida


Da Redação

Rep. Internet

Hospital Ortop�dico

 

Juiz Jones Gattass, da 6º Vara Civil de Cuiabá Dias determinou que o Hospital Ortopédico de Cuiabá libere o acesso ao prédio ao médico e sócio cotista da unidade hospitalar, C.P.S. Ele estava impedido de trabalhar no local por outros empreendedores do estabelecimento.

A decisão é do dia 19 de dezembro. “O autor relata ser médico ortopedista especializado em coluna e sócio cotista do hospital requerido, sendo que na data de 10 de dezembro de foi impedido de adentrar o estabelecimento para realizar seus atendimentos por decisão unilateral da administradora”, diz trecho da decisão.

De acordo com os autos, o ortopedista alega ter sido impedido pela direção do hospital de realizar atendimentos no consultório após a rescisão contratual uniliteral de contrato realizado sem seu consentimento. Nos autos, o profissional afirmou ainda ter sido surpreendido pela direção do hospital que informou que sua agenda semanal seria cancelada.

Ele diz ainda que chegou a receber a ligação de um dos sócios que afirmou seria comunicado oficialmente, o segundo ele, que não aconteceu. Com isso, o médico explicou que foi obrigado a cancelar consultas e pré-cirurgias urgentes que causaram transtornos aos seus pacientes.  

Ao determinar que Hospital Ortopédico libere o consultório ao médico, o magistrado determinou uma multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento da liminar. Jones Gattass agendou para o dia 4 de maio, às 9h00, uma audiência de conciliação. 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS