06 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 15h:26 | Atualizado:

Multas em faixas só começam após Carnaval em Cuiabá


Diário de Cuiabá

A cobrança de multas por vídeomonitoramento ao condutor que for flagrado transitando irregularmente pelas faixas exclusivas destinadas à circulação dos ônibus que operam no sistema de transporte coletivo só deverá começar a valer a partir da segunda quinzena de fevereiro próximo. A informação é do secretário municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo. “Nas duas primeiras semanas, nós vamos entrar com as campanhas educativas novamente. A partir da segunda, é que começarão a valer as multas por vídeomonitoramento. Na verdade, será mais um alerta aos motoristas porque as orientações sobre essas faixas nós já fizemos o ano inteiro de 2017”, disse. 

Segundo Antenor, apesar de todo o trabalho de conscientização ainda é grande o desrespeito por parte dos condutores em relação aos corredores destinados aos coletivos. No ano passado, conforme a Semob, mais de 15 mil notificações de cunho educativo foram enviadas por meio da Central de Monitoramento aos condutores que cometeram a infração. “O índice de respeitabilidade caiu muito”, informou. Por isso, a intenção é intensificar os trabalhos educativos com agentes em campo. 

Durante a campanha, os motoristas infratores receberão apenas uma notificação ou advertência. Após, deverão ser multados. A possibilidade está regulamentada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Vale lembrar que, em julho do ano passado, o prefeito Emanuel Pinheiro suspendeu a aplicação de multas por meio das câmeras instaladas nas principais vias da cidade. 

Atualmente, a capital conta com 12,5 quilômetros de corredores exclusivos nas principais avenidas, como a Getúlio Vargas, Isaac Póvoas, Generoso Ponce, Tenente Coronel Duarte, mais conhecida como Prainha, e Avenida Historiador Rubens de Mendonça ou do CPA. Além dos ônibus, é permitida o tráfego de ambulâncias, vans escolares e táxis com passageiros. 

Já as câmeras estão espalhadas por diversos pontos da região, num total de 32 equipamentos, que auxiliam a Semob na fiscalização dos infratores que trafegam pela faixa exclusiva de ônibus, além de avanço de semáforos e velocidade acima da permitida. Com exceção à legislação municipal, só é permitida a entrada, nas faixas exclusivas, quando os motoristas tiverem que fazer a conversão à direita para acessar estacionamentos, comércios, ruas e avenidas, que façam parte do trajeto. 

Para evitar a multa, no valor de R$ 293,00, é necessário ligar a seta veicular indicando que pretende fazer a conversão à direita. A Atualmente, o sistema também é utilizado para flagrar caminhões pesados que trafegam em horários não permitidos na região central da cidade.



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS