26 de Janeiro de 2020,

Cidades

A | A

Sábado, 07 de Dezembro de 2019, 15h:00 | Atualizado:

OAB-MT debate aperfeiçoamento do sistema de Justiça

A fim de contribuir com o aperfeiçoamento do sistema de Justiça, sempre em busca de melhorias na prestação jurisdicional proporcionada ao cidadão, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) entregou, nessa quinta-feira (05), ao corregedor-nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, um relatório com manifestações de toda advocacia mato-grossense.

O documento foi entregue pelo presidente da OAB-MT, Leonardo Campos, e pela vice-presidente, Gisela Cardoso, durante inspeção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nas unidades judiciais, administrativas e nos serviços extrajudiciais do Poder Judiciário de Mato Grosso.

"Essencial à administração da Justiça, a advocacia tem papel fundamental neste processo. Sendo assim, solicitamos a manifestações de todos os advogados e advogadas que atuam em Mato Grosso sobre o funcionamento, estrutura e serviços do Poder Judiciário e compilamos, neste documento, as críticas, opiniões, expectativas e sugestões, visando contribuir para melhoria e aprimoramento do sistema de Justiça", explicou Leonardo Campos.

Dentre as preocupações da classe externadas no documento estão, a necessidade de aumento do quantitativo de servidores, bem como a capacitação desses profissionais, a demora excessiva por parte do Estado e a ausência de pagamento de Requisição de Pequeno Valor (RPV), a mudança de horário de expediente do Tribunal de Justiça e a importância de realização do Teste Público de Segurança na plataforma do Processo Judicial Eletrônico (PJe).

"O ministro ressaltou que é essencial que a advocacia seja ouvida, uma vez que é a grande porta-voz da sociedade, recebeu nossa manifestação e garantiu que levará em consideração os pleitos apresentados pela Ordem", pontuou o presidente.

Participaram ainda da reunião com o ministro, o presidente e a vice-presidente do Tribunal de Justiça, Carlos Alberto Alves da Rocha e Maria Helena Póvoas, respectivamente, o corregedor-geral da Justiça de Mato Grosso, Luis Ferreira da Silva, o desembargador Rubens de Oliveira Filho e membros da OAB-MT.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS