27 de Janeiro de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 16h:45 | Atualizado:

Participantes destacam engajamento socioambiental do Judiciário de MT

Foram dois dias intensos de total imersão nas questões voltadas ao socioambiental e principalmente nas ações sustentáveis desenvolvidas pela Justiça estadual e parceiros. O IV Encontro de Sustentabilidade de Mato Grosso promoveu debates, discussões e plantou sementes quanto a importância da disseminação das informações ali repassadas. Com isso, participantes destacaram o engajamento e o pioneirismo da instituição em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), muitos já desenvolvidos no estado.

A juíza da Comarca de Cáceres, Hanae Yamamura de Oliveira disse que o evento trouxe a ideia de inovação e que tratar sobre meio ambiente e sustentabilidade demonstra que o Poder Judiciário tem essa preocupação.

“O Tribunal de Justiça, o Núcleo de Sustentabilidade estão de parabéns por realizarem esse encontro de extrema importância, que mostra o envolvimento de todos para que haja sensibilização e incorporem essas ações para suas vidas pessoais e profissionais, replicando em cada, contribuindo para que a política institucional funcione”.

Na avaliação da magistrada o evento foi de grande riqueza com as palestras, painéis e práticas compartilhadas, especialmente no que diz respeito às questões técnicas. “Observamos que em várias comarcas são desenvolvidas diversas práticas e o compartilhamento delas contribui para que as outras unidades possam tirar disso boas ideias para que lá sejam implementadas. Atuo no Juizado Volante Ambiental de Cáceres e pudemos acompanhar a palestra do Juvam de Cuiabá e tirar muitas ideias que poderão ser aplicadas no nosso Juvam do Pantanal, como costumo dizer.”

A juíza destacou ainda o enriquecimento obtido com as trocas de informações entre os participantes. “Só vem a engrandecer cada um que participou do encontro porque o objetivo de todos é o mesmo, levar boa prestação jurisdicional, mas também com sustentabilidade, inovação, plugado no que o mundo vem fazendo e entendendo e Mato Grosso é pioneiro em diversas ações e essa é mais uma delas”, finalizou.

Quem participa do encontro desde a sua primeira edição é Kátia Flávia Bee, gestora geral da Comarca de Terra Nova do Norte (675 km ao norte de Cuiabá). Ela afirma que o conteúdo do cronograma trouxe novas ideias e informações que poderão ser empregadas nas Comarcas.

“Foi muito bom participar. A cada ano percebo que o tribunal está melhorando as práticas de sustentabilidade e a gente vê engajamento maior por parte dos servidores também. Posso dar o exemplo da nossa comarca sobre como eles começaram a ver de forma diferente o tema sustentabilidade. O que praticamos no ambiente de trabalho eles utilizam em suas casas. É um trabalho de formiguinha e vai impactando na nossa cidade.”

Há três anos o público interno não utiliza copos descartáveis, as lâmpadas são acesas somente por volta das 17h, que é quando começa a escurecer. “São atitudes pensadas não apenas na economia, mas também no meio ambiente”, acrescentou.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS