Cidades Domingo, 19 de Maio de 2019, 11h:15 | Atualizado:

Domingo, 19 de Maio de 2019, 11h:15 | Atualizado:

PÓS ATACADÃO

Projeto limita transporte de valores em Cuiabá

 

JESSICA BACHEGA
Gazeta Digital

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

orivaldofarmacia.jpg

 jes

Está sob análise na Comissão de Constituição e Justiça o projeto de Lei que restringe o transporte de valores em Cuiabá. De autoria do vereador Orivaldo da Farmácia (PP), a mensagem proíbe que carros-fortes realizem o abastecimento de caixas-eletrônicos em horários e locais específicos.

O vereador afirma que a medida visa a segurança dos cidadãos e já é realizada em diversas cidades brasileiras.

Narra do projeto que o qualquer atividade ligadas ao transporte de valores em centros comerciais, shoppings, supermercados e similares está proibida em horário de atendimento ao público.

A regra também deve ser aplicada a áreas nas proximidades de escolas, nos horários de entrada e saída de alunos.

Aprovada, a Lei deve ser implementada em 180 dias e o descumprimento implicará em multa entre R$ 1 mil á R$ 5 mil e suspensão do alvará de funcionamento.

Segundo o parlamentar, a iniciativa para a proposição do projeto surgiu após o ataque ao Supermercado Atacadão. Na sexta-feira (10), 5 criminosos invadiram o local a fim de saquear um carro-forte da empresa Brinks que iniciava o abastecimento dos caixas.

A polícia já estava no encalço dos criminosos e chegou ao comércio logo em seguida. Houve troca de tiros e 3 suspeitos morreram. Dois deles foram presos posteriormente.

“Hoje, assaltantes não vêm hora nem lugar para atacar. Tenho muitos conhecidos que estavam no local e disseram que não sabiam para onde correr na hora do pânico. A vida vale mais do que qualquer coisa e a essa medida de segurança precisa ser regulamentada”, explica o vereador.

A CCJ tem 60 dias para decidir sobre o projeto. Aprovado ele segue para sansão do governador Mauro Mendes (DEM).





Postar um novo comentário





Comentários (4)

  • Francisco Santo

    Domingo, 19 de Maio de 2019, 17h07
  • Oportunismo barato e burocratizante. Esses caras adoram inventar leis pra tudo. O país já tem leis de mais, o que falta é vergonha na cara.
    2
    0



  • Paulo Martins

    Domingo, 19 de Maio de 2019, 16h08
  • Projeto da Câmara de Vereadores, caso aprovado será sancionado pelo Governador. Kkkkkk Que maravilha de jornalismo.
    1
    1



  • Bortoloti

    Domingo, 19 de Maio de 2019, 14h39
  • Em vez de restringir, acredito que deve sim, investir mais em segurança pública: mais policiais na ruas, mais delegacia, enfim.
    2
    0



  • + Marcelo F

    Domingo, 19 de Maio de 2019, 14h32
  • Será que o projetor se aplica apenas a carro forte ou a bolsos de paletó? Daqui a pouco a população vai ser proibida de andar com dinheiro sob pena de multa, para evitar ser assustado... Quanta hipocrisia
    2
    0









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet