23 de Maio de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 20h:30 | Atualizado:

Sarita Baracat foi pioneira na luta pelo direito das mulheres em Várzea Grande

Uma mulher à frente de seu tempo, assim é considerada a várzea-grandense Sarita Baracat de Arruda. Ela foi a primeira vereadora e primeira prefeita do município, além de primeira deputada estadual pós-divisão do estado de Mato Grosso. E tornou um ícone na cidade que completa 152 anos, nesta quarta-feira (15).

A trajetória da filha de sírios, que nasceu em Mato Grosso, marcou a história de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, onde ela se tornou símbolo da luta pela independência da mulher e pelo desenvolvimento da segunda maior cidade do estado.

Sarita morreu em outubro de 2017, aos 86 anos, vítima de uma parada cardíaca. Entretanto, a história dela foi eternizada no livro escrito pela jornalista e historiadora Neila Barreto.

Além de representante política, Sarita foi professora e fundadora do Clube Esportivo Operário Várzea-grandense.

Seu pai, Miguel Baracat, nasceu em Damasco, capital da Síria, mas aos quatro anos de idade perdeu os pais dele e teve que vir com uma irmã para a América do Sul. Sua mãe, Warda Zain Baracat, também era da Síria. Os pais de Sarita chegaram em Mato Grosso, em 1901.

O livro que conta a história de Sarita, além de ter a pesquisa e documentos oficiais com base, foi construído por meio depoimento de pessoas que conviveram com ela.

"Ela foi uma mulher muito à frente do seu tempo, e que conseguiu conciliar vários papéis: de mãe, chefe de família, professora, líder, política, principalmente na segunda metade do século XX, na cidade de Várzea Grande e no estado de Mato Grosso", afirmou a autora.

Recentemente, um projeto do vereador de Várzea Grande, Ícaro Reveles (PSB), criou o título “Sarita Baracat – Mulheres do Ano”, em homenagem a ex-vereadora. O título deve ser concedido à mulheres que também ocupam posição e representações de destaque no município.

"Ela abriu o caminho para muitas mulheres na política estadual”, afirmou o vereador.

De todas as referências, Fernando Baracat, filho de Sarita, afirmar que a luta pela educação e pela formação dos cidadãos é a que mais representa a mãe dele.

'Ela sempre dispensou muito atenção para o povo e o maior desejo dela era que todos tivessem acesso à educação e às oportunidades", destacou ele.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS