20 de Janeiro de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 02 de Junho de 2016, 17h:59 | Atualizado:

Senador lamenta perda de voos no aeroporto de Rondonópolis e cobra ministro

Em reunião realizada na última quarta-feira (1), o senador José Medeiros (PSD/MT) cobrou o novo ministro de Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, que intervenha junto as empresas aéreas, sobretudo a Passaredo Linhas Aéreas, para que elas acompanhem a política de fortificação das praças aeroportuárias regionais, adotada pelo Governo Federal. Em discurso, nesta quinta-feira (2), o senador reiterou o pedido e lamentou a recente notícia da perda do trajeto Rondonópolis/Ribeirão Preto e vice-versa.

Medeiros avaliou que a notícia acaba por “ilhar” a maior cidade da região sul de Mato Grosso, fazendo referência a difícil trafegabilidade da BR 364/163. “Há poucos dias atrás, cheguei ao aeroporto de Rondonópolis e fiquei sabendo de uma hora para outra, assim como os outros passageiros, que não havia mais o voo para Brasília. Agora, vem o aviso de uma nova linha que deixa de existir: a que dava opção para ir a Ribeirão Preto e chegar até São Paulo (...) No começo do ano, já havíamos perdido o voo da Azul para Campinas, ou seja, estamos ficando totalmente ilhados, porque a BR atende, em época de safra, às vezes até 40 mil veículos por dia. E o problema do tráfego, ainda se acentua com as precárias condições da via. Desta maneira, o rondonopolitano e o sul-mato-grossense precisa urgentemente deste trabalho de retomada”, discursou.

O senador ainda confirmou que se juntou aos senadores Wellington Fagundes e Cidinho Santos para cobrar uma reunião entre a Secretaria Aviação Civil, a Agencia Nacional e os responsáveis pela Passaredo para saber o que é necessário para rever esta decisão da empresa e reabrir as rotas. Medeiros disse que, na conversa que teve com o novo ministro, também sentiu nele a preocupação em fortalecer os aeroportos fora das capitais, inclusive se propondo a ter um diálogo mais direto com os empresários.

“Não pode ocorrer como está, onde a empresa sequer justifica porque parou de atuar. O ministro mostrou esta preocupação, a bancada está unida e vamos buscar os meios. Não é possível que a população tenha de ficar totalmente a mercê das decisões plenamente mercantis das empresas. Rondonópolis e a região sul de Mato Grosso, precisam avançar nestes assuntos tão fundamentais. Retrocesso em desenvolvimento não condiz com a importância da localidade”, analisou Medeiros.

O parlamentar ainda acrescentou que teve aprovado um requerimento na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado para a realização de uma audiência pública, com as autoridades relacionadas, em Brasília, para tratar do Plano de Aviação Regional. “O pacote de investimentos anunciado pelo Governo Federal, que inclui reformas e novas construções de 270 aeroportos regionais, integrando o Brasil e fazendo a chamada interiorização do desenvolvimento. Uma potência como Rondonópolis, não pode ficar fora disso”, finalizou.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS