09 de Agosto de 2020,

Cidades

A | A

Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020, 20h:52 | Atualizado:

SEM FECHA TUDO

STF suspende lockdown na 3ª maior cidade de MT; Cuiabá em VG ainda será decidido

Rondonópolis avisou que venda de bebidas segue proibida na cidade; comércio reabre na segunda

rondonopolis-folhamax.jpeg

 

A prefeitura de Rondonópolis, através da Procuradoria Geral do Município, conseguiu nesta sexta-feira (03/07) suspender a decisão do desembargador Mário Kono de Oliveira, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) que determinava lockdown na cidade. A Prefeitura entrou com o recurso e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro José Dias Tóffoli, deferiu o pedido.

Com isso, entre as medidas vigentes estabelecidas nos decretos nº 9570/2020 e nº 9480/2020 estão a proibição de bebidas alcoólicas, bem como a circulação de pessoas a partir das 19h.

No entanto, supermercados e postos de combustíveis funcionarão nos finais de semana e o comércio retorna na segunda-feira (06). 

A prefeitura de Cuiabá também ingressou com uma reclamação para anular a decisão do juiz José Luiz Lindotti, da Vara de Fazenda de Pública de Várzea Grande, que determinou o fechamento dos serviços não essenciais na Capital e na Cidade Industrial. O pedido foi distribuído ao ministro Gilmar Mendes, mas deve ser analisado por Tóffoli, já que o STF entrou em recesso.

 



Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Lorisvaldo | Sábado, 04 de Julho de 2020, 12h19
    1
    0

    Tem que aumentar são os leitos de UTI, fechar comércio não ajuda em nada, só piora a situação é o que Eu penso.

  • Galdencio | Sábado, 04 de Julho de 2020, 08h39
    0
    0

    Esse judiciário é uma piada, uma comédia. É um desfie de demonstração de poder. Um desqualificado querendo se sobrepor a outro. Medidas plausíveis para resolver os problemas nenhuma. Em todas as estancias pilhas de processos prescrevendo principalmente os de ladrões de colarinho branco como Jacob Barata, Paulo Preto, Renan Calheiros, Michel Temer, Lobão, Eunicio et caterva. Vergonha.

  • Andre | Sábado, 04 de Julho de 2020, 08h30
    0
    0

    Tem q suspender mesmo, já está chegando o final do ano, e o poder público não tomou nenhuma providência, o que aumentou, foi o desvio de dinheiro do COVIDAO, e outra, o povo não aguenta mais ficar em casa, vamos nos precaver e tomar os medicamentos que estão sendo divulgados e pronto.

  • gilton aquiar | Sábado, 04 de Julho de 2020, 06h48
    0
    0

    isso é um crime, agora quem julga esse ministro.

  • Eleitor | Sábado, 04 de Julho de 2020, 06h04
    0
    0

    Prefeitos que entram na justiça contra as medidas de restrição demostram claramente que não esta nem com as mortes das pessoas com esse coronovirus. Porque justiça tomou a providencia que deveria ter sido tomada pelos gestores que prezam pela vida dos seus moradores. O Povo tem expurgar da politica Governador e prefeitos que demostram a cada dia o desprezo pela vida.

  • Jéssica Trans Corintiana | Sábado, 04 de Julho de 2020, 04h36
    0
    0

    Cruzes, se fechar tudo aqui o que será de mim? 😔

  • Pablo Arrochado | Sábado, 04 de Julho de 2020, 02h08
    0
    0

    Se não tem mais vagas no público como tbm no privado, se existe uma fila de espera por vagas de mais de 100 pessoas, não entendi esperar o que ? Não tem mais dúvida alguma tem que fechar e fechar tudo mesmo, Lockdown 100%, bom senso, é lógica. Acho que em alguns lugares do Brasil chegou próximo de 95% de ocupação, aqui não, passou de 100%e ainda tem 100 esperando z acho que o pode público errou feio, teve tempo pra se preparar e não fez direito, Cuiabá não tem muita diferença de Manaus , na estrutura, mas Manaus teve e tem mais leito que aqui. MT arrecada mais que o Amazonas e lá tem mais estrutura que aqui, ?! Ou o poder público de lá é mais eficiente que o daqui ou os políticos de MT roubam mais que os de lá.

  • Jesus tem misericórdia de nós | Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020, 23h51
    0
    0

    Soberania dos homens não sobrepõe a de Deus! Será que se esse senhor morasse aqui daria uma descisao dessa? Será que se ele tivesse alguém da família morrendo no SUS por falta de tudo ele não seria mais sensível a vida, do que ao dinheiro? Misericórdia de Nós, Senhor JESUS!!

  • João | Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020, 22h57
    8
    4

    Muita falta de responsabilidade, vai esperar qts óbitos para tomar decisão correta, olha caos que estamos vivendo e os digníssimos pensando em cifras. Qts vidas ceifadas, que Deus tenha misericórdia e perdoe esses seres tão egoístas e parte econômica significa mais que vidas

  • Moreira | Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020, 21h51
    5
    1

    STF....STF...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS