14 de Novembro de 2019,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 16h:34 | Atualizado:

DEMORA

Trabalhador diz que espera por 3 cirurgias há 10 anos


Gazeta Digital

trabalhador.jpg

 

O trabalhador rural Egídio de Souza, 49, espera há quase 10 anos para realizar 3 cirurgias. Em 2010, o homem sofreu um acidente de trabalho e teve múltiplas fraturas no corpo. Ele precisaria de cinco operações para reparar os danos causados, mas só conseguiu 2 até agora.

Em contato com o , o homem contou que em 2010 trabalhava como vaqueiro em uma fazenda de Nova Lacerda (546 km ao Norte) e sofreu um acidente. O cavalo que cavalgava se assustou com alguma coisa, empinou e além de derrubar o cavaleiro, caiu sobre ele.

O homem conta que quebrou vários ossos e passou por duas operações, das 5 que necessitava. Ele não teve qualquer apoio do patrão e desde então sua vida não foi mais a mesma. Impossibilitado de trabalhar, ele conseguiu se aposentar pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no entanto o benefício foi cortado esse ano.

Hoje, o homem mora em Jauru (425 km a Oeste). Ele vive com a companheira, que o ajuda, mas sem dinheiro precisa de doações de todo o tipo.

“Não posso fazer esforço nenhum. Não posso pegar nem 5kg. Minha situação está muito difícil e se agravou ainda mais depois que a aposentadoria foi cortada”, afirma o homem. “Já tem quase 10 anos que espero por essas cirurgias e ninguém me dá resposta”, declara.

Egídio Souza já acionou a Justiça para conseguir as operações, mas o Estado ainda não liberou o tratamento. Ele ainda precisa operar a coluna, um dos ombros e o nervo ciático.

Outro lado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) informa que não consta no Sistema da Central Estadual de Regulação nenhum pedido de cirurgia para o paciente E. S., morador do município de Jauru.

A SES informa ainda que o paciente se encontra regulado pelo município de Jauru para uma consulta com ortopedista, a qual deverá ser agendada pelo município de Cuiabá. 

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS