26 de Maio de 2020,

Cidades

A | A

Domingo, 05 de Abril de 2020, 06h:25 | Atualizado:

Veja passo a passo narrado por homem curado da Covid-19 em MT


Gazeta Digital

Primeiro paciente confirmado com coronavírus em Cuiabá, um executivo de uma empresa multinacional instalada na Grande Cuiabá, pela primeira vez após estar curado da doença, detalha desde a viagem a Londres - onde provavelmente adquiriu a Covid-19 - rotina de exames, duas internações, quarentena até a recuperação. O tratamento foi realizado no hospital Santa Rosa, em Cuiabá, inclusive contou com o uso de cloroquina. Ele tem 48 anos, não pertence a grupo de risco e nunca pensou que fosse ser vítima da doença. 

Ao longo de uma nota, por meio de narrativa, ele dá detalhes de como tudo ocorreu e o fato de ter optado pelo isolamento não ter contaminado ninguém. Com a experiênvia vitoriosa da cura, ele alerta a população para os cuidados e seguir as medidas preventivas.

 

Veja o relato

Fui o primeiro paciente diagnosticado com o covid-19 em Cuiabá no mês de março/2020. Realizei o exame no dia 12/03 e tive a confirmação deste no dia 16/03. Na sequência, realizamos novo exame para obter a contraprova e a confirmação oficial do diagnóstico aconteceu mais 4 dias depois do primeiro resultado. Importante ressaltar que não pertenço ao grupo de risco, pois tenho 48 anos, pratico atividade física diária e não tenho nenhum problema de saúde.

Ao saber que estava com a Covid-19 fiquei bastante assustado, já que é uma doença desconhecida, agressiva e até mesmo mortal, em muitos casos. Apesar de ter ido para Londres, eu não considerava estar em risco, visto não ter muitos casos

diagnosticados com a doença na época e pouca mídia sobre o Covid-19 nesta data... a gente nunca acha que vai acontecer com a gente! Apesar de ter tido contato no Brasil com poucas pessoas até aquele momento, fiquei bastante preocupado de ter transmitido o vírus a alguém, mas graças a Deus isso não aconteceu.

Eu havia retornado de uma viagem a Londres e, após minha chegada, realizei o teste e aguardei resultado em isolamento domiciliar, mesmo estando assintomático. Após alguns dias em isolamento, comecei a sentir dores no corpo e um pouco de

cansaço; no terceiro dia, além desses sintomas, comecei a apresentar também febre.

Com a confirmação do diagnóstico, fui orientado a ir até o hospital Santa Rosa para reavaliação e lá realizei uma tomografia na qual apareceram alguns pontos de pneumonia em meu pulmão, motivo que justificou minha internação. Meu quadro de

saúde continuou estável e obtive alta hospitalar 3 dias depois dessa internação.

Porém, em casa, continuei apresentando quadro febril e a pneumonia atingiu uma extensão maior do pulmão. Precisei internar pela segunda vez, e me senti bastante preocupado nesse momento e com medo de demorar a ficar bem. No mesmo dia, iniciei o uso de antibiótico e da cloroquina a fim de reverter a pneumonia e o quadro febril.

Fui avisado que a substância poderia ocasionar alguns efeitos colaterais e precisei assinar um termo de conhecimento da utilização do produto mas, como sabia dos casos de sucesso com a medicação nos EUA, não tive dúvidas em autorizar seu uso. No dia seguinte já me senti muito bem e considero que o uso da cloroquina foi um divisor de águas no meu tratamento, pois a partir daí comecei a melhorar visivelmente, desapareceram também as dores no corpo e as manchas em meu pulmão, assim como o quadro febril. Não tive nenhum efeito colateral com o uso do medicamento e a maior dificuldade nesse período em que estive com a doença foi o isolamento social, não poder estar próximo fisicamente de minha esposa, meus filhos e meu amigos.

Hoje estou em ótimas condições de saúde e me sinto muito feliz por estar curado. Sou muito grato aos médicos que me trataram e principalmente a Deus que possibilitou que eu pudesse estar aqui hoje, curado e em convívio com minha família.

Sou muito grato também por não ter transmitido o vírus a nenhuma das pessoas que tiveram contato comigo, já que todos os meus familiares fizeram o teste do Covid-19 e obtiveram resultado negativo para o Vírus. Esse foi um momento muito especial.

Meu conselho é que as pessoas realmente se cuidem e sigam todas as orientações recomendadas pelos órgãos de saúde. Tenham no meu exemplo um caso de superação, mesmo com alguns momentos mais difíceis, mas hoje plenamente

recuperado e, acreditando que esse exemplo pode ajudar muitas pessoas a passarem de uma forma mais amena por esse momento tão difícil e incerto que estamos vivendo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS