23 de Abril de 2019,

Artigos

Cidades

A | A

Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2014, 16h:43 | Atualizado:

VG amplia base de beneficiados com o Bolsa Família

Segundo o Censo de 2010, residem em Várzea Grande 14.303 famílias de baixa renda, ou seja,  com perfil para o Programa Bolsa Família (PBF), dentro da faixa de renda de R$ 140,00 (cento e quarenta reais por pessoa). Para incentivar as famílias a inserirem seus dados ou renovarem seu cadastro no programa, foram feitos ao longo do ano de 2013, 13 mil atendimentos, com ações integradas dentro dos bairros e assentamentos.

Consequência do trabalho de cadastramento e atualização de dados realizados pela equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), o número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família e candidatos ao programa "Minha Casa Minha Vida” superou os caastros dos anos anteriores.

De janeiro a fevereiro de 2014, o número de núcleos familiares cadastrados já chegou a sete mil. Os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e a Secretaria de Assistência Social de Várzea Grande já incluíram no Cadastro Único Social 126 mil famílias. 

Para o gestor/coordenador do Bolsa Família/Cadastro Único, Sérgio Dorivaldo Alliend, os investimentos feitos pela atual gestão municipal em Várzea Grande foi crucial para que pudesse deslanchar o atendimento.   "De 80 saltamos para 400 atendimentos/dia e não vamos parar por aqui.  A ordem que recebemos da primeira-dama do município, Jaqueline Guimarães e  do Secretário Silvio Fidelis,  é que  seja  percorrido  todos os  assentamentos  do município e os respectivos bairros pelo  CadÚnico itinerante”, destacou.

O secretário de Assistência Social Silvio Fideles informou  que em dezembro, a equipe da SMAS conseguiu colocar em dia o cadastro junto ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). "É importante manter estas atualizações junto com o governo federal, isso permite que o município trabalhe com dados reais e verdadeiros dentro da questão social. É importante saber onde estão estas famílias, como estão e quantas são para desenvolvermos políticas públicas e trabalharmos no campo social”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS