18 de Novembro de 2019,

Economia

A | A

Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 05h:45 | Atualizado:

Crédito do Pronaf auxilia pecuarista na construção de curral e formação de pastagens

Os técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) do município de Campo Verde (131 km ao Sul de Cuiabá) elaboraram, nos últimos nove meses, 19 projetos de crédito rural para custeio e investimento no valor total de R$ 1,3 milhão. O produtor rural José Mesquita, 63 anos, financiou pela primeira vez recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para construção de um curral e formação de pastagens numa área de três hectares.

No Sítio Descanso de Maria, localizado no Assentamento Rural Santo Antônio da Fartura, o pecuarista possui uma área de 23 hectares e financiou recursos na ordem de R$ 26.500,00. A atividade principal é a pecuária de leite e desde 2006, ou seja, há 13 anos, o produtor vem tentando construir um curral para facilitar o manejo do gado. Hoje o rebanho é formado por 28 animais da raça Girolanda com uma produção de 20 litros de leite por dia. O trabalho é realizado em conjunto com a sua esposa, a produtora Sueli Mesquita, que fabrica queijos e doces com a produção de leite.

O novo curral vai facilitar o manejo do gado leiteiro.

Os produtores também possuem criação de galinhas e suínos, e pomar com o cultivo de poncã e coco verde.  O produtor Mesquita fala que trabalhou como empregado em outras propriedades rurais, e agora que é dono de uma área, sente vontade de melhorar e crescer a cada dia. “Diante da facilidade do acesso ao crédito rural, fiquei empolgado e pretendo buscar novos recursos para melhorar ainda mais o nosso dia-a-dia. Hoje sei que é possível”, enfatiza.

De acordo com Ana Carla, para realização do projeto de crédito é verificada na propriedade a viabilidade técnica. Ela explica que a assistência técnica e extensão rural é uma atividade obrigatória nos projetos financiados pelo Pronaf. Esse tipo de linha de crédito é concedido as famílias beneficiárias do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA), Programa Cadastro de Terras e Regularização Fundiária (PCRF) e Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), enquadradas nos Grupos "A".

De acordo com Vidotti, no Pronaf A o prazo para pagamento do financiamento pode chegar a até 10 anos, com até três anos de carência, de acordo com a atividade e com o projeto técnico. A taxa de juros é de 0,5 % ao ano, e com desconto de 43,39% sobre cada parcela quitada na data do vencimento.

O município de Campo Verde tem aproximadamente 2.000 famílias de agricultores familiares que recebem assistência técnica da Empaer e da Secretaria Municipal de Agricultura.

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Gláucio | Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 13h56
    1
    0

    Aonde tem agricultura familiar, lá está a Empaer. Vida longa a essa indispensável e insubstituível empresa.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS