04 de Agosto de 2020,

Economia

A | A

Sábado, 03 de Fevereiro de 2018, 11h:52 | Atualizado:

LOUVADA

Emanuel visita fábrica e elogia cerveja artesanal

EMANUEL-LOUVADA5.jpg

 

O prefeito Emanuel Pinheiro visitou a fábrica de cervejas artesanais de origem cuiabana, intitulada Louvada. Nesta sexta-feira (02), o gestor conheceu todos os procedimentos técnicos de produção da bebida, conferindo de perto os mecanismos e equipamentos que englobam este processo.

"Hoje pude conhecer a história destes quatro jovens que sonharam juntos, enfrentaram uma série de desafios e se impuseram na Capital e no Estado. Com um produto artesanal e extremamente saboroso, eles conquistaram o paladar dos cuiabanos e dos matogrossenses, levando qualidade e autenticidade para diversas regiões. Com um iminente crescimento exponencial, esta empresa tem orgulho de suas raízes e fortalece o nosso argumento de que o povo dessa cidade nasceu para empreender. Assim como eles, Cuiabá é repleta de mentes talentosas e criativas, ávidas para desbravar o universo do empreendedorismo. E as conquistas da Louvada servem como um forte estímulo para os demais que desejam buscar seus sonhos. A Prefeitura de Cuiabá é um grande encorajador desse espírito desbravador e queremos que os filhos desta terra projetem a Capital em âmbito nacional, com seu potencial, seus dons e habilidades", afirmou o chefe do Executivo.

Romper barreiras com um produto que traga um novo conceito de apreciação da bebida é uma das grandes premissas da Louvada. Formada pelos sócios Ygor Quintela, Rafael Mandu, Gregório Balarotti e Paulo Fortunato, a empresa obteve um crescimento vertiginoso, correspondente a 600% em apenas dois anos. Com a multiplicação de sua estrutura para um tamanho seis vezes superior ao original, as expectativas de avanço são ainda mais promissoras, considerando a inesgotável demanda do produto em diversas regiões de Mato Grosso.

"A Louvada nasceu de um sonho de quatro sócios e foi tomando proporções cada vez maiores, atingindo diversas partes do Estado. E esta crescente demanda tem sido um grande desafio para nós, considerando que nossa estrutura não tem conseguido atender a procura em sua totalidade. Com esse crescimento tão latente, nós percebemos a necessidade de expandir nosso negócio e já estamos viabilizando uma nova fábrica, que será quatro vezes maior que a que nos encontramos atualmente. Com o seu diferencial firmado na essência da bebida, oferecemos uma cerveja puro malte e sem conservantes. São oito estilos distintos, com dois novos a serem lançados e a expectativa ousada de alcançarmos a marca de 15 modelos. Trazendo o conceito da degustação para a vida do cuiabano, a nossa empresa apresenta um jeito diferente de desfrutar de uma cerveja, bebendo menos, com melhor qualidade", concluiu Ygor Quintela.

 

Galeria de Fotos



Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • antonio silva | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 08h01
    0
    0

    tira ele dai!! essa cerveja é boa demais, com essa praga ai vai acabar estragando, e seria bom bater uma revista nele!! vai que tá levando alguma coisa na calça

  • Ilze | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 10h26
    1
    0

    Delicia de cerveja!

  • Paulo | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 07h59
    2
    0

    Sem paletó!!!

  • Geraldo F. Souza | Sábado, 03 de Fevereiro de 2018, 15h24
    9
    0

    Extraordinário! !! PARABÉNS e Sucesso aos jovens empreendedores...Cuiabá com o seu calor escaldante, e, como uma das capitais do País que mais consomem cerveja precisava mesmo de uma cervejaria tipicamente Cuiabana. Agregando sobretudo, geração de emprego e renda; certamente uma atitude inovadora.

  • SIMPI | Sábado, 03 de Fevereiro de 2018, 15h19
    8
    0

    Parabéns aos jovens empresários porque vencer a burocracia do estado e da prefeitura é trabalho para super herói. Gostaríamos que o Prefeito fizesse pelo empreendedorismo e pelas micro e pequenas empresas um pouco mais.

  • Junior | Sábado, 03 de Fevereiro de 2018, 13h55
    11
    6

    Ele não foi com o terno cinza ? Rssssss

  • César | Sábado, 03 de Fevereiro de 2018, 13h42
    13
    3

    Com esses equipamentos aí, será que dá pra dizer que é mesmo artesanal?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS