11 de Novembro de 2019,

Economia

A | A

Sábado, 09 de Novembro de 2019, 08h:10 | Atualizado:

Governo capacita e incentiva mais de 150 pessoas a investir em negócios

A primeira edição do Circuito Empreendedor reuniu cerca de 150 pessoas em Juína (730km de Cuiabá) nesta quinta-feira (07.11). Durante todo o dia, empreendedores e pessoas que gostariam de abrir seus negócios tiveram acesso a palestras e oficinas de vários segmentos.

Temas como compras governamentais e detalhes sobre o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf-MT) foram os mais procurados.

“Estamos no caminho certo levando eventos que capacitam e fornecem informações à sociedade. É objetivo do Governo do Estado estimular o empreendedorismo, gerando emprego e renda nos municípios mato-grossenses”, avaliou César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico.

A microempresária Anny Duarte, que trabalha com locação de brinquedos, acredita que é importante participar de eventos como o Circuito Empreendedor.

“Estou muito satisfeita com o que vi e ouvi no evento porque conseguimos agregar conhecimento. Diversos tópicos eram desconhecidos de muitos, como leis e decretos, então isso melhora nossa formação pessoal e profissional”, disse.

“O evento foi importante para os empreendedores porque trouxe oportunidades, tanto para quem quer abrir um negócio, como para quem pensa em melhoria. Gostei de saber sobre tributação, sobre opções de incentivos, especialmente”, afirmou Eudamir Teixeira, microempresário do setor de alimentos embalados.

Diversas empresas que podem se beneficiar com as ações do Circuito Empreendedor foram identificadas pela equipe técnica da Sedec. Como, por exemplo, uma cooperativa de laticínios com mais de 40 associados e industrialização de 3 mil litros de leite ao dia.

“Atualmente, eles pagam 17% de ICMS, mas podem se beneficiar com o Prodeic, por exemplo, e incrementar a produção diária. Desta forma, geram empregos na cidade e o dinheiro vai girar localmente”, contou Celso Banazeski, secretário adjunto de Indústria, Comércio e Empreendedorismo da Sedec e coordenador do programa Pensando Grande para os Pequenos.

A cadeia de madeira e móveis da região também é forte e pode ser organizada em um Arranjo Produtivo Local (APL) para mais eficiência e lucro. “A governança local e regional é importante a partir de agora para detectar mais necessidades e dar continuidade ao projeto”, finalizou Banazeski.

As palestras e oficinas foram ministradas pela equipe técnica da Sedec, Secretaria Adjunta de Turismo, Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat), Associação Mato-grossense de Municípios (AMM), Desenvolve MT, Sebrae MT, Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), Sicredi e Banco do Brasil.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS