09 de Agosto de 2020,

Economia

A | A

Segunda-Feira, 13 de Julho de 2020, 19h:50 | Atualizado:

MEDIDA EXCEPCIONAL

MT muda incentivos fiscais na pandemia

incentivosfiscais.jpg

 

Os representantes do Conselho Deliberativo dos Programas de Desenvolvimento de Mato Grosso (Condeprodemat) fizeram nesta segunda-feira (13.07) alterações nos incentivos fiscais para determinados segmentos para comércio interestadual, a partir do Projeto de Lei Complementar 666/2020, aprovado na Assembleia Legislativa, sancionado pelo governador Mauro Mendes e publicado no Diário Oficial no dia 10 de julho.

O projeto possibilitou que modificações nos percentuais fossem realizados em 1º de agosto em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), alterando a Lei 631/2019. Anteriormente, a lei vedava a alteração dos percentuais no ano corrente, ou seja, só poderiam ser modificados em 2021.

Com a emenda, segmentos importantes como o de etanol de milho, amendoim, ovos, biodiesel, entre outros, podem ser mais competitivos com os concorrentes de outros Estados. Também o Proder – que beneficia pecuaristas de Aripuanã, Colniza e Rondolândia que comercializam com Rondônia.

“A reunião foi produtiva e objetiva, pois temos um conselho de alto nível sempre atento e discutindo questões relevantes para atração de negócios para Mato Grosso e consequente geração de renda e arrecadação”, afirma César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e presidente do Condeprodemat.

O Conselho é formado por representantes das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Fazenda, Casa Civil, Procuradoria Geral do Estado, Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (FAMATO).

 



Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Mário Boaventura | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 13h28
    1
    0

    Péssimo gestor da pasta...

  • Weslei | Terça-Feira, 14 de Julho de 2020, 02h06
    2
    0

    O pior secretário dos últimos 5 anos que essa secretaria já teve! Está fazendo uma das secretarias mais importantes para o Estado, perder toda sua força, a SEDEC está definhando e a culpa é desse incompetente! Me fala uma indústria que veio se instalar no estado nos Últimos anos. A secretaria não tem Política de atraçáo de investimento é mal gerida e vai cada vez mais indo pro buraco, graças a incompetência desse secretário. E culpa de tudo Isso é do governador que por questões políticas cedeu a secretaria de porteira fechada para Jayme campos e o DEM. Esse secretário não merece exercer o cargo que ocupa, se acha superior, não tem afinidade com Os servidores da secretaria, com empresários E com os dependentes dos serviços oferecidos. Um incompetente que deve servir no máximo pra puxar carroça!!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS