16 de Setembro de 2019,

Entrelinhas

A | A

Quinta-Feira, 26 de Junho de 2014, 15h:13 | Atualizado:

PUNHALADA NAS COSTAS

A exemplo de Dorileo, Bezerra traiu Julier

Divulgação

Carlos-Bezerra - deputado federal.jpg

Bezerra adota a estratégia de ganhar aliados de peso e, posteriormente, exclui-los para sair ainda mais fortalecido no jogo político

Considerado um dos políticos mais experientes de Mato Grosso, o ex-governador, ex-senador, ex-prefeito de Rondonópolis, deputado federal de terceiro mandato e eterno presidente do diretório estadual do PMDB, Carlos Bezerra, tem se notabilizado nos últimos anos em ludibriar figuras importantes da sociedade mato-grossense a encarar projetos políticos e, logo depois, esfaqueá-las pelas costas em um processo do qual é o único a sair fortalecido. 

Em 2012, Bezerra avalizou a candidatura a prefeito de Cuiabá do superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, empresário João Dorileo Leal, pelo PMDB. Em um ato de filiação que contou com a participação do vice-presidente da República, Michel Temer, e do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (RN). Na ocasião, a candidatura de Dorileo chegou a ser dada como certa.

No entanto, na hora “H”, Bezerra tentou emplacar seu pupilo, ex-vereador Totó Parente (PMDB), para ser vice-prefeito na chapa de Mauro Mendes (PSB). Fracassado o projeto, rifou Dorileo visando atender interesses pessoais de Mendes. 

Em 2014, atraiu seu antigo desafeto, juiz federal Julier Sebastião da Silva, para se filiar ao PMDB, alimentando o sonho do magistrado de concorrer ao governo do Estado. Porém, mais interessado em ver o petista Lúdio Cabral na disputa majoritária para facilitar sua reeleição, se uniu ao deputado federal Valtenir Pereira (PROS), que mantinha o mesmo interesse em comum, numa velada traição a Julier. 

Bezerra revela assim sua incrível capacidade de aglutinar forças para fortalecer o PMDB e, na reta final, ser o único beneficiado. Ou o parlamentar detém muita sabedoria política ou as vítimas de suas artimanhas, Dorileo e Julier, como diria compadre Washington, são inocentes que não sabem de nada. 

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Pedro Tax | Sexta-Feira, 27 de Junho de 2014, 08h05
    2
    2

    O Dorileo continua rico, já o EX JUIZ julier não passa de um bacharel sem OAB, DESEMPREGADO, INVESTIGADO, MIMADO e agora chorão...

  • Advogado cuiabano | Quinta-Feira, 26 de Junho de 2014, 22h03
    1
    1

    Ja disse e repito . O Julier se mostrou um menininho despreparado pra vida política.

  • léo | Quinta-Feira, 26 de Junho de 2014, 16h11
    8
    2

    É Julier dormiu com o diabo e agora é so saborear oque plantou........

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS