07 de Abril de 2020,

Entrelinhas

A | A

Terça-Feira, 24 de Março de 2020, 22h:04 | Atualizado:

90 DIAS

Energisa não cortará luz em MT

energisa-folhamax.jpeg

 

Em nota na noite de hoje, a Energisa informou que cumprirá a determinação da União para não cortar a luz dos clientes inadimplentes nos próximos 90 dias. A concessionária admite que o país vive um momento crítico.

 

NOTAPÚBLICA

A Energisa informa que está analisando as medidas anunciadas nesta terça-feira pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A empresa considera de extrema relevância o posicionamento do regulador nesse momento crítico que o país e a sociedade atravessam. 

Esse é um momento de profundas mudanças para a sociedade, no qual o espírito comunitário se torna ainda mais relevante. A empresa ressalta que está dedicada em manter o fornecimento de energia para seus mais de 7,8 milhões de clientes em todo o país, e que vai cumprir a determinação da Aneel de não realizar cortes em consumidores residenciais e de serviços essenciais à população durante os próximos 90 dias. A Energisa destaca o apelo feito pelo regulador para que aqueles clientes que têm condições mantenham seus pagamentos em dia. Informa, ainda, que o faturamento dos clientes continuará sendo feito normalmente. A Energisa colocou à disposição dos clientes canais digitais como Whatsapp, aplicativo Energisa ON, e o site energisa.com.br, além do 0800, para o atendimento integral de todas as necessidades, incluindo modalidades de débito em conta e opções flexibilizadas de parcelamento.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Rodrigo | Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, 09h43
    3
    0

    Precisou a aneel tomar providências para a Energisa não cortar a luz das pessoas, falta de bom senso !

  • INDIGNAÇÃO | Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, 08h40
    2
    0

    Esta empresa sem coração estava cortando energia adoidado no dia de ontem. Carros de empresas terceirizadas da Energisa cortando energia de quem não pode sair de casa para trabalhar. A Aneel tem que tomar providências com relação a Energisa e puni-la.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS