16 de Junho de 2019,

Entrelinhas

A | A

Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 18h:56 | Atualizado:

FIM DA HARMONIA

Ex-deputado é exonerado por JB

galli.jpg

 

O ex-deputado federal Victório Galli (PSL) faz questão de destacar que sua exoneração da Casa Civil de Bolsonaro, na segunda-feira (10), foi “a pedido”. Só não disse que a exoneração do cargo de assessor era iminente. 

Galli foi nomeado em fevereiro pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para ajudar na articulação, no Congresso, pela votação da reforma da Previdência. Ao que consta, o ex-deputado não entregou sua parte na encomenda. 

Com salário de R$ 16,9 mil, o ex-parlamentar fazia questão de se exibir como “assessor especial de Bolsonaro”. Ultimamente, ele usou muito o nome do presidente para dizer que é pré-candidato a prefeito de Cuiabá em 2020.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • VITOR FELIPE | Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 10h43
    0
    0

    kkkkkkkkkkkkkk ... Já vai Tarde !!

  • Amanda Duarte | Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019, 09h08
    1
    0

    Já vai Tarde!

  • vandi | Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 22h25
    5
    0

    macumba de vai, conheci papudo

  • Pedro Assis | Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 20h55
    8
    0

    Bem feito pra esse picareta, nunca fez nada por Mato Grosso e sim pela sua família.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS