13 de Agosto de 2020,

Entrelinhas

A | A

Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 17h:33 | Atualizado:

SEM CHANCES

Sindicalista nega pretensões eleitorais

oscarlinoalves.jpg

 

Por meio de nota, o presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente, Oscarlino Alves, negou que tenha pretensões políticas nas eleições deste ano. Segundo ele, o trabalho desenvolvido junto aos servidores de sua categoria e do Fórum Sindical, não tem espaço "para outros assuntos que não seja a defesa intransigente dos Direitos dos Servidores".

Oscarlino Alves confirmou que é filiado ao PSB há 11 anos, mas não tem procurado partidos com objetivo de ser candidato a deputado federal ou até ao Governo do Estado. "A Diretoria da entidade reitera seu compromisso com a Categoria e com a independência político-partidárias pessoais".

Íntegra da nota:

A diretoria do SISMA -MT, Gestão “Unidos pela nossa carreira e por amor ao SUS” - Triênio 2017 – 2020, vêm a público esclarecer que o Presidente da Entidade jamais tratou de projetos políticos junto a diretoria e de forma alguma tem atuado para se beneficiar politicamente da base representativa do SISMA, composta pelos Servidores Públicos do Estado de Mato Grosso.

De igual modo, a diretoria quer esclarecer que o espaço institucional ocupado pelo SISMA no Fórum Sindical não se presta a usos políticos partidários, mas que tanto no âmbito da atividade sindical do SISMA, quanto no coletivo dos Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado Mato Grosso, não há espaço para outros assuntos que não seja a defesa intransigente dos Direitos dos Servidores.

Por outro lado, também é importante que se esclareça que o Presidente da Entidade jamais se anunciou candidato aos cargos de Deputado Federal ou muito menos de Governador. Por essa razão em momento algum houve a procura de partidos para que lançar qualquer candidatura. Destaque-se que o Presidente há onze anos é filiado ao PSB e em nenhum momento tratou de qualquer candidatura dentro do próprio PSB. Sobretudo, não fez qualquer afirmação de que teria controle sobre a vontade política da categoria.

Finalmente, a Diretoria da entidade reitera seu compromisso com a Categoria e com a independência político-partidárias pessoais.

 



Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Barreto | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 20h52
    4
    1

    Parente do WS tô fora !!!

  • Márcia SERVIDORA CONCURSADA Sindicalizad | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 23h26
    13
    20

    Como SERVIDORES PÚBLICOS só temos 03 BONS NOMES para VOTAR: OSCARLINO da SAÚDE ,HENRIQUE da EDUCAÇÃO e MAX CAMPOS do INDEA. Se estes não colocarem o nome para encarar as urnas e os servidores públicos se UNIREM e elegerem eles CONTINUAREMOS sem representantes na câmara federal e Estadual. VAMOS AJUDAR A ELEGE-LOS GENTE. SERVIDOR TEM QUE SEREM UNIDOS É A DESUNIÃO QUE NOS ENFRAQUECE.

  • Pedro luis | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 21h35
    35
    27

    Se for candidato é perigoso não ter os votos nem dos familiares.

  • Chico Leitão | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 19h14
    30
    21

    SABE QUE NÃO FAZ 400 VOTOS ESSE PELEGO SEM GRAÇA!

  • Tobias | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 18h16
    32
    9

    Se tivesse um pingo de inteligencia se filiaria em um partido de oposição ao Taques e sairia para Dep. Estadual com apoio dos servidores. O PSB é um puxadinho do palácio Paiaguas. Quem sabe assim os servidores poderiam ter voz na assembleia. E por favor avisem o Edmundo da SEGES quem tira foto com Taques não merece voto

  • celso santos | Domingo, 04 de Fevereiro de 2018, 18h14
    35
    15

    Oscarlino, Edmundo, Antonio Vagner e Henrique se venderam pro Pedro Taques. Vejam, eles jamais criticam o governo estadual após as negociatas que eles fizeram no ano passado, aceitando a RGA e acabando com o poder de compra nosso, servidores públicos...Esses sindicalistas, somados ao gauchinho, um lambe botas do Taques me enojam.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS