17 de Fevereiro de 2020,

Esporte

A | A

Domingo, 26 de Janeiro de 2020, 23h:55 | Atualizado:

CRAQUE MATADOR

Após ser expulso de MT, goleiro promete reviravolta em morte de modelo

Operário de VG desistiu de contratar atleta após protestos

BRUNO.jpeg

 

Em sua primeira entrevista desde que deixou a cadeia para cumprir a pena em regime semiaberto, em julho de 2019, o goleiro Bruno falou com exclusividade ao Domingo Espetacular, da Record TV. Quase dez anos depois do assassinato da modelo Eliza Samudio, Bruno fez uma declaração que pode ser uma reviravolta no caso. “Se hoje chegasse para mim e falasse que estava grávida. Hoje, a pessoa que sou, ela iria procurar os direitos dela, contratar os advogados dela, deixar advogado resolver. Eu não iria deixar a situação na mão de terceiros. Eu mesmo iria resolver. Eu mesmo iria conversar”, disse Bruno.

Segundo a investigação, um amigo de Bruno, Luis Henrique Romão, o Macarrão, obrigou Eliza a tomar uma substância para forçar um aborto, o que não aconteceu. A partir daí, começaram as ameaças à modelo.

Também segundo a investigação, Marcos Aparecido dos Santos e Macarrão levaram Eliza ao sítio onde a morte aconteceu. Macarrão e Bola também fora condenados, mas o corpo nunca foi encontrado.

Bruno foi condenado a 22 anos e três meses – o júri culpou o jogador por homicídio, ocultação, sequestro e cárcere privado. Ainda em 2017, o ex-goleiro do Flamengo voltou a atuar, mas por times menores. O Boa Esporte Clube contratou o atleta para uma temporada.

Desta vez, Bruno enfrenta ainda mais resistência dos times de futebol.

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Robson | Sexta-Feira, 31 de Janeiro de 2020, 22h53
    1
    1

    A Bíblia nos diz: andarão dois juntos se não estiverem de acordo? - um abismo chama o outro abismo.. - há caminho que ao homem parece ser direito mais o seu fim são caminhos de morte... Oque pesa muito na vida do Bruno, para a sociedade é o modo pelo qual ele foi condenado, Se este processo for esclarecido melhor , ou seja se ele confessar direitinho como tudo aconteceu, é declarar onde o corpo está ou foi seputado, creio que mudará muito a sua vida... Concluo: tudo oque aconteceu foi um ato de escolha dos dois que resultou nessa tragédia....

  • Julio Arrais | Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2020, 07h49
    24
    3

    Ninguem foi expulso de Mato Grosso. Apesar de sermos um pais de golpistas, de uma elite malandra, ainda podemos ir e vir. O caso do Bruno é de outra natureza.

  • Vania | Segunda-Feira, 27 de Janeiro de 2020, 06h19
    26
    7

    Os redatores desse jornal precisam ter mais cautela ao escolher o tema da notícia. Colocar rótulos agressivos para chamar atenção do leitor não acrescenta em nada a sociedade, apenas estimula o ódio nas pessoas. Quem nunca errou que jogue a primeira pedra!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS