17 de Fevereiro de 2020,

Mundo

A | A

Quarta-Feira, 13 de Agosto de 2014, 15h:28 | Atualizado:

Campos convidou Marina para acompanhar viagem

O candidato à Presidência pelo PSB, Eduardo Campos, que morreu nesta quarta-feira (13/08) em um acidente aéreo na cidade de Santos (SP), ofereceu carona para sua vice Marina Silva no jatinho que caiu pela manhã. Campos voava do Rio de Janeiro para o Guarujá (SP), cidade do litoral próximo ao local onde ocorreu o acidente.

Marina estava com Campos quando ele foi entrevistado na noite desta terça-feira pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, mas optou por voar direto para Guarulhos (SP) por uma questão de logística. Ela gravaria hoje programa televisivo para a propaganda eleitoral gratuita, mas cancelou o compromisso e foi para sua casa, na capital paulista.

"O Eduardo convidou a Marina para ir com ele, mas ela tinha um voo de carreira para Guarulhos. A Marina foi uma sorte [ter escapado do acidente]", afirmou ao Broadcast o deputado Alfredo Sirkis (PSB-RJ). O parlamentar relata que conversou com Marina há pouco e que ela está chocada com a morte de Campos. "Está todo mundo em clima de absoluta perplexidade e choque", disse.

Sirkis avalia que o momento não é de avaliar uma eventual candidatura de Marina à Presidência, pelo PSB, no lugar de Campos. Ele afirma que o assunto não está nas conversas entre integrantes do PSB e da Rede Sustentabilidade, partido que Marina tenta criar. "Essa tragédia fala mais alto", disse.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS