03 de Agosto de 2020,

Mundo

A | A

Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 2018, 11h:56 | Atualizado:

CUIDADO COM ALUGUEL

Dono de apartamento que gravou intimidade de turistas é modelo e vive na Suíça

predioilha.jpg

 

A Polícia Civil de São Vicente, no litoral de São Paulo, já identificou o proprietário do apartamento onde foi uma encontrada uma câmera, instalada atrás de um espelho e virada para a cama de um dos quartos, que filmava turistas que alugavam o imóvel em momentos de intimidade e, em alguns casos, até mantendo relações sexuais.

Segundo informações obtidas pelo G1, o homem, que não teve o nome revelado, tem 38 anos e não mora no Brasil. Atualmente, o suspeito vive em Zurique, considerada a maior cidade da Suíça. Logo que a câmera foi desligada, o suspeito, que está em um fuso horário três horas além de Brasília, telefonou para os hóspedes perguntando a razão da câmera ter sido removida.

Ainda de acordo com a polícia, a hipótese de outras pessoas terem sido vítimas da invasão de privacidade não está descartada. Já foi comprovado, inclusive, que o aparelho estava conectado no local antes da chegada do último casal, que foi quem percebeu o objeto ligado na tomada, em pleno funcionamento, e decidiu acionar a polícia.

O apartamento fica no Condomínio Edifícios Blue Moon e Blue Sky, na Alameda Ari Barroso, na Ilha Porchat, um dos pontos mais procurados de São Vicente, e foi alugado por meio de um site de hospedagens, o Airbnb. O G1 tentou entrar em contato com o rapaz, durante toda a manhã desta sexta-feira (2), mas não obteve retorno. Ele trabalha como modelo fotográfico na Europa.

A polícia continua trabalhando para levantar todo o conteúdo que foi filmado pela câmera e qual seria a utilidade das imagens, se estão armazenadas em algum local, se foram vistas online e, até mesmo, se foram vazadas. A advogada do casal, Cátia Menecatte, busca entender qual a extensão do dano, e até que ponto os direitos dos seus clientes foram atingidos.

Ressarcimento

A empresa Airbnb, especializada em hospedagens pela internet, decidiu ressarcir o valor gasto pelo casal de turistas que encontrou a câmera escondida. Eles pagaram R$ 922,37 por quatro diárias no Condomínio Edifícios Blue Moon e Blue Sky. O dono do imóvel foi banido do site. Segundo a advogada do casal, a empresa informou que seus clientes receberão o ressarcimento entre cinco e sete dias. A decisão foi tomada no domingo (28). Ela explica que a empresa está analisando os outros gastos do casal, como hotel e combustível.

Regras da plataforma

O Airbnb informou que baniu permanentemente o anfitrião da plataforma assim que soube do ocorrido. A empresa garante que as regras são claras ao proibir câmeras em quartos ou banheiros. Caso estejam em outros locais da casa, essa informação deve ser divulgada no anúncio.

A empresa também garante que está em contato e dando assistência ao casal desde quando este entrou em contato com a plataforma, e se colocou à disposição das autoridades policiais para auxiliar na investigação.

O Airbnb informa, também, que já registrou mais de 260 milhões de chegadas de hóspedes em todo o mundo, e incidentes como esse são extremamente raros. A plataforma ainda afirma que leva muito a sério a privacidade.

O caso

O casal de turistas que aproveitava as férias em São Vicente se assustou ao encontrar uma câmera escondida atrás de um espelho no apartamento de temporada em que estava. Segundo a polícia, o casal, formado por uma arquiteta, de 28 anos, e um analista de sistemas, de 27, moradores da região do ABC paulista, encontrou o equipamento após perceber luzes piscando por trás do espelho. Os turistas logo desligaram a câmera e a retiraram de onde estava escondida, assustados e preocupados com a possibilidade de terem sido gravados em algum momento íntimo.

De acordo com o registro oficial, logo depois que desligaram o equipamento, os turistas receberam uma ligação do dono do imóvel, questionando se havia ocorrido algum problema. Eles falaram sobre a câmera, e o responsável alegou que a instalação era uma medida de segurança, e que era mencionada no site de reservas. O casal, porém, garantiu aos policias que não havia nada sobre isso na descrição do apartamento.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS