17 de Junho de 2019,

Opinião

A | A

Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 17h:30 | Atualizado:

Eustáquio Rodrigues

Semelhança entre Mato Grosso com o Programa do Chaves

eustaquio.jpg

 

Em uma daquelas noites em que o sono demora a vir, deparei-me com uma situação inusitada. Ao ver numa rede social um quadro do Chaves e logo em seguida uma propaganda do Governo do Mato Grosso, constatei, com tristeza, as incríveis semelhanças entre ambos. Vamos a elas.

Imagine que a vila onde se desenrola o programa seja nosso querido Mato Grosso. Como não pensar, primeiramente, no Seu Madruga como os servidores estaduais, sempre apanhando e levando, injustamente, a culpa das várias mazelas que acometem o estado. A Dona Florinda, obviamente, seria o atual governador, que adora bater e maltratar o Seu Madruga e é apaixonada pelo Professor Girafales, este, o retrato da alta cúpula do Estado (secretários, fiscais, procuradores, promotores etc.), que adoram um discurso em causa própria e posam sempre como paladinos da sabedoria e justiça, sqn. Nossos deputados têm sua personificação perfeita no Seu Barriga, gordo e rico, sempre com a pastinha para recolher um dinheirinho e pouco se importando com os moradores do estado, seus inquilinos.

O personagem Quico é a encenação curiosa de nossos magistrados, manhoso, mimado, sempre protegido pela Dona Florinda e se gabando de seus brinquedos novos: o “auxílio-paletó”, o “auxílio-moradia”, as “mordomias”, as “férias de 60 dias mais recesso” e o melhor brinquedo de todos “brincar de ser Deus”. Pópis, a menininha bonita do programa, é a cara do conselho do TCE, todo mundo quer, todos desejam, mas ela sempre se faz de sonsa e não dá bola pra ninguém. Fica ali, fazendo nada e sendo cortejada por todos, só esperando sua gorda aposentadoria.

A Chiquinha representa os funcionários do Detran, que choram, esperneiam, apanham e nunca conseguem nada. Se dão sempre mal e ainda descontam no Chaves, este, o povo mato-grossense, órfão, malcuidado, abandonado à sua própria sorte, tendo que viver com pouca ou nenhuma dignidade no que tange à cidadania, sem respeito e com perspectivas de um futuro incerto.

Apesar do tom de piada do texto, chega a ser trágica a situação de nosso estado, rico em sua essência, porém com a riqueza muito mal distribuída. Povo hospitaleiro por natureza, mas governado por quadrilhas há décadas. Belo em suas paisagens, todavia maltratado em todas as instâncias. Nessa toada, o humor dá lugar a uma imensa tristeza.

Eustáquio José Rodrigues Filho

Gestor Governamental

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Vanderlei Beraldo | Sexta-Feira, 10 de Novembro de 2017, 07h10
    1
    1

    O povo é o único culpado pois tais mazelas. Se corrompem por migalhas. E depois ficam só lamentando. E pelo amor de DEUS! Saibam diferenciar o "mais"do"mas".

  • Vanderlei Beraldo | Sexta-Feira, 10 de Novembro de 2017, 07h10
    1
    1

    O povo é o único culpado pois tais mazelas. Se corrompem por migalhas. E depois ficam só lamentando. E pelo amor de DEUS! Saibam diferenciar o "mais"do"mas".

  • jo | Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017, 21h01
    2
    0

    Mais a culpa de tudo isso,ainda e do Chaves, ou seja do povo que continua votando nos mesmos políticos que aí estão, bandidos e corruptos. Porque não fazer um boicote na próxima eleicao, vamos a urna e não votamos em niguem.# ABAIXO OS POLITICOS (TODOS).

  • jo | Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017, 21h01
    0
    0

    Mais a culpa de tudo isso,ainda e do Chaves, ou seja do povo que continua votando nos mesmos políticos que aí estão, bandidos e corruptos. Porque não fazer um boicote na próxima eleicao, vamos a urna e não votamos em niguem.# ABAIXO OS POLITICOS (TODOS).

  • Servidor | Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017, 12h12
    7
    2

    Cuiabano, leia novamente, pois o texto é coerente e uma analogia quase perfeita, você provavelmente um funcionário do detran, entendeu errado, quando deveria ter se sentido lisonjeado, pois faz parte do mesmo funcionalismo que procura uma valorização e é tratado como lixo pelo Governo, assim como todos os outros, você crítica "seu madruga" como pior do funcionalismo, vocês fazem parte dele, assim como professores, servidores da saúde e segurança pública, se não fosse muitos que doam suas vidas nessas profissões, a sociedade não seria nada.

  • jj | Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017, 10h32
    3
    1

    ...triste fim

  • David | Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017, 08h41
    4
    0

    Enquanto isso mais um direito do povo e retirado...

  • Cuiabano | Quinta-Feira, 09 de Novembro de 2017, 03h17
    5
    13

    Seu Madruga; o senhor é o que há de pior no funcionalismo. Se esconde atrás de uma carreira, Gestor Governamental, que, aliás, nada produz de concreto para a máquina pública, uma vez que não têm atribuição definida, e ainda tem a coragem de criricar os colegas do Detran, que, diferentemente de você, trabalham, e muito, por cerca de um quarto do seu salário. O seu texto é ridículo, sua atitude é abjeta, o que envergonha a categoria dos funcionários públicos. Você é aquilo que chamam de "mala sem alça" e, ridiculamente, se "acha" cronista. Vai trabalhar, vagabundo!

  • Carlos | Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 23h54
    7
    2

    Seu madruga precisa acordar, ninguém vai fazer nada por ele, não existe mais nada garantido. Antes era só Passar em concurso e tava garantido, agora vai ter cada vez menos isso, não é só no Mato Grosso é no mundo todo.

  • Josimar | Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 23h34
    11
    5

    Antes de escrever a matéria é bom estudar sobre o seriado . A Pópis não é a menininha bonita , é a Paty . E a Chiquinha não apanha e sempre se dá bem

  • Meris SantAna | Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 21h19
    17
    4

    Parabéns pelo texto. Linguagem simples mas de muito efeito. Perfeitas as suas comparações. Infelizmente essa é a nossa realidade e o Chaves continua pipipipi chorando em busca de um rumo, sobrecarregado de tantos impostos e cansados de ver tantas barbáries praticadas pelas Popis ou Patys , os Kikos com D Florinda e os Senhores Barrigas. E a bagunça continua na vila.

  • inacio | Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 17h53
    24
    3

    Texto brilhante! simples, direto e ao mesmo tempo profundo.

  • Gianzito | Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 17h47
    18
    2

    O Pópis não é a menina bonita... ela é a sobrinha feia da Florinda... a Bonita chama-se Paty, por quem o Chaves é apaixonado e que desperta atenção do Quico também.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS