Polícia Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 10h:15 | Atualizado:

Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 10h:15 | Atualizado:

AÇÃO POLICIAL

5 são presos por embriaguez ao volante e crime ambiental

 

Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

20190527_3 juina.jpeg

 

Cinco pessoas foram detidas em uma operação deflagrada, no domingo (26), pela Polícia Civil de Juína (735 km a Noroeste) com objetivo de fiscalizar o trânsito e combater a criminalidade no município.

Quatro motoristas foram presos em flagrante por embriaguez no volante. (Lei nº 9.503/97 - Código de Trânsito Brasileiro) e o quinto suspeito responderá por crime ambiental após ser flagrado fazendo transporte ilegal de madeira.

Durante fiscalização na Rodovia BR-170, os policiais realizaram a abordagem do caminhão conduzido por J.L.C., 49, sendo encontrado no veículo uma carga de toras de madeira. Questionado, o suspeito disse não possuir documentação da carga.

Diante da situação, foi realizada a apreensão das toras de madeira e o motorista autuado em flagrante no artigo 46 da Leis de Crimes Ambientais, de vender, expõe à venda, ter em depósito, transportar ou guardar madeira, lenha, carvão e outros produtos de origem vegetal, sem licença da autoridade competente.

Ainda na execução dos trabalhos, quatro condutores de veículos abordados foram identificadas em estado de embriaguez, sendo autuados pelo artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro. Em um dos casos, o condutor de uma picape Montana estava em alta velocidade, e ao ser seguido pelos policiais chegou a jogar uma garrafa de cerveja em via pública.

Os suspeitos foram ouvidos na delegacia e tiveram as Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendidas. Após a confecção dos procedimentos, os presos  pagaram fianças arbitradas pela autoridade policial, e responderão aos fatos em liberdade.

Punição

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70. No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime. A pena é de detenção que varia entre seis meses a três anos. Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa

 





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet